segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Nova companhia aérea se instala no Tocantins

Com a vinda da TRIP para Palmas, Estado tem agora cinco companhias aéreas; Trip vai oferecer voos diários para Goiânia, Rio, BH e Vitória com passagens a preços acessíveis

No TO, TRIP vai voar com Jato Embraer 175 com capacidade para 86 pessoas

No ano que se passou, mais de oito milhões de brasileiros andaram de avião pela primeira vez na vida, de acordo com informações da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Reflexo da nova realidade do transporte aéreo, que na década de noventa se restringia aos privilegiados financeiramente, optar por voar na hora de realizar as viagens dentro do País vem se tornando cada vez mais acessível as classes mais baixas.
As condições de pagamento facilitado ou as promoções das companhias aéreas são alguns dos atrativos aqueles que querem trocar a terra, pelo ar. E com isso, as estáticas a respeito do tráfego de passageiros nos aeroportos são cada dia maiores.
Em 2011, o Tocantins tem tudo para ser um dos estados que vai contribuir para o crescimento desses números. A partir de fevereiro, a unidade de federação mais nova do Brasil passa a ter cinco companhias aéreas operando nos aeroportos de Palmas e Araguaína. Somando-se a Gol, Tam, Sete e Passaredo, a TRIP Linhas Aéreas se instala na Capital com um voo saindo direto para Goiânia diariamente com conexões em Belo Horizonte (MG), Vitória (ES) e Rio de Janeiro (RJ).
Potencial
Em Palmas, a TRIP vai trafegar com o Jato Embraer 175, que tem capacidade para 86 assentos e com horário diário de decolagem às 04h todos os dias. Em Araguaína, onde a empresa que é a maior no segmento regional do Brasil já opera há quatro anos, a frequência de voos permanece a mesma, dois voos diários de segunda a sexta-feira.
Acreditando no potencial do Estado e da região Norte, o diretor de marketing e vendas da TRIP, Evaristo Mascarenhas, está otimista em relação aos investimentos feitos no Tocantins com a ampliação da malha. “Nós buscamos o diferencial que é o de não oferecer voos que já são destinos usuais em outras companhias. Estudamos o mercado para descobrir novas possibilidades e demandas de rotas, analisamos as condições de operação naquele lugar e se forem favoráveis, nos instalamos ali, com o intuito de crescer progressivamente”, explica Evaristo.

Vantagens
Para quem viaja de ônibus, o que não falta são razões para trocar o rodoviário pelo aeroviário já que os preços praticados pela TRIP competem diretamente com os oferecidos pelas empresas de ônibus. Hoje, quem quiser viajar de Palmas para Goiânia vai encontrar tarifas que variam entre R$ 80 a R$ 110, enquanto a TRIP oferece passagens a R$ 99,90.
O tempo de viagem também é fator importante a ser levado em conta. Quem preferir ir de ônibus para a Goiânia faz a viagem em onze horas. Já de avião o mesmo percurso pode ser feito em 1h20.

Iberia começa operar amanhã para Fortaleza e Recife

A companhia aérea espanhola Iberia fará amanhã a viagem inaugural da sua mais nova rota ligando Brasil e Espanha. Da capital espanhola, o voo parte às 12h05min chegando às 16h25min em Fortaleza, de onde parte às 17h45min com chegada no Recife às 19h15min.

No aeroporto de Recife, no desembarque internacional, um grupo de bonecos gigantes receberá os passageiros ao som de uma orquestra de frevo. Em seguida, haverá uma solenidade na sala de imprensa do aeroporto, com a presença do secretário de Turismo de Pernambuco, Alberto Feitosa, diretoria da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur) e representantes da companhia aérea Iberia.

O voo da Iberia terá uma freqüência de três vezes por semana (terças, sextas e domingos), saindo sempre da capital pernambucana com destino a Madri. A expectativa é de 80 mil passageiros no primeiro ano de operação do voo.

A nova rota será operada por um Airbus A-340/300, com capacidade para 254 passageiros, sendo 36 poltronas para classe executiva e 218 para classe econômica.

A fim de promover o destino, a Setur-PE, em parceria com a Iberia, fará entre os dias 04 e 06 de fevereiro um famtour para 20 operadores de turismo e um fampress para dez jornalistas especializados. No roteiro, Porto de Galinhas e os atrativos do Recife e de Olinda.


Perigo aviário em Fortaleza

Com a ocupação desordenada da cidade, há a produção de lixo em áreas próximas ao Pinto Martins, atraindo aves

No Montese, as casas em frente ao Aeroporto Pinto Martins, convivem com sacos plásticos, restos de comida, de animais e lixo no chão que causam mau cheiro e atraem aves


Para quem vive nas proximidades do Aeroporto Internacional Pinto Martins, a existência de pontos de lixo traz medo. Afinal, com tanta sujeira, a costureira Rosameire Santos, 38 anos, não esconde o receio de que os filhos adquiram doenças e, sobretudo, que aconteçam acidentes com as aeronaves. "Fico com medo de que os animais, como os urubus, que vêm comer os restos de comida e dos bichos, batam nos aviões. Depois, eles ou as aves podem cair em cima das casas. Os aviões descem tão perto da gente...".

A relação das aves com o lixo, feita por Rosameire, pode até parecer exagero ou desconhecimento, mas não é. Segundo os dados do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), as colisões entre aves e aviões é um problema recorrente em vários aeroportos do País, e do mundo.

Riscos

Em Fortaleza, entre 1985 e 2009, ocorreram cerca de 100, conforme o artigo "Perigo Aviário em Aeroportos do Nordeste do Brasil", publicado em julho de 2010 pela Revista Conexão Sipaer, da Cenipa.

Nele, os autores Weber Novaes e Martin Alvarez, constataram que, só no Nordeste, 899 ocorrências aconteceram em dez aeroportos, nessa época. Destes, 121 foram apenas em 2009. Das colisões, diga-se de passagem, os urubus-de-cabeça-preta foram os responsáveis por 319 acidentes, correspondendo a 65,1% de frequência. Para Novaes e Alvarez, a expansão desordenada das áreas do entorno dos aeroportos é, exatamente, um das principais causas.

Em Fortaleza, a situação não se distingue. Basta dar um volta por bairros próximos ao Pinto Martins, para perceber a construção de residências no entorno, bem perto dos pouso das aeronaves. Nelas, expostas nas vias a céu aberto, são visíveis a produção de lixo e a disponibilidade de comida, que atraem aves, principalmente os urubus.

No Montese, por exemplo, os moradores em frente ao aeroporto, como dona Rosameire, deparam-se, apesar da coleta, com a presença de animais, como cachorros e porcos mortos, restos de comidas, mau cheiro, enfim. "Minha ideia é me mudar daqui, pois é muita catinga, doenças. As pessoas jogam toda hora lixo no trem. O negócio é arranjar outro lugar para morar", queixa-se a dona-de-casa Flávia da Silva, 42 anos.

Como reconhece o superintendente regional da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), Fernando Nicácio Cunha Filho, há uma tendência natural de o crescimento das cidades acontecer em direção aos aeroportos, já que, geralmente, eles são construídos afastados dos centros urbanos. A partir daí, segundo comenta, desencadeia-se uma série de problemas como a atração das aves. O ideal, é que fosse obedecida a chamada Área de Segurança Aeroportuária.

Por conta dela, deve haver uma distância de 20 quilômetros do aeroporto, de espaços utilizados como depósito de lixo, entre outros. A Capital cearense, como critica o professor de Gestão Econômica e Ambiental da Universidade de Fortaleza (Unifor), Albert Gradvohl, não vem considerando os princípios técnicos relativos ao seu crescimento urbano e ambiente, amparado no artigo 225, da Constituição Federal.

"A falta de um Zoneamento Ambiental, que discipline de forma compatível o desenvolvimento urbano, tem provocado invasões nos mais diversos tipos de áreas, inclusive, perdendo de vista a função social da propriedade, e a proteção e preservação, total ou parcial dos espaços ambientais".

Conforme a professora da Universidade Federal do Ceará (UFC), a geógrafa Clélia Lustosa, a ocupação no entorno do aeroporto por populações vulneráveis ocorre em razão da presença de terrenos vazios, de áreas verdes.

Drenagem

Nesses locais, geralmente alagados, sem rede esgoto ou coleta de lixo, há o favorecimento de dejetos, que atraem roedores e pássaros. Esse crescimento se identifica como as cidades informais. "Elas buscam a proximidade de fontes de renda e ocupam áreas desvalorizadas, vazios urbanos que se transformam em área de risco de acidentes naturais e problemas sociais", atribui a geógrafa.

Dessa forma, como o Pinto Martins fica próximo ao centro urbano e de habitações inseridas em áreas de risco, além de perto de terrenos desocupados, que recebem lixo, Gradvohl alerta que tende a gerar uma cadeia alimentar.

O chefe do setor de Fauna do Instituto Brasileiro do meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama)em Fortaleza, Daniel Machado, acrescenta que o habitat dos animais também passou a ser ocupado, eles ficam em contato direto mais com as pessoas, à procura de alimento e abrigo. O que traz mais prejuízos à fauna, pois geralmente é morta.

Consequências

100 Colisões entre aves e aeronaves civis já foram registradas em Fortaleza, pelo Cenipa, no período de 1985 e 2009. No Nordeste, já ocorreram 899 em dez capitais

65% Dos acidentes foram causados pela colisão com os urubus-de-cabeça-preta, que são os mais comuns nas ocorrências registradas nos aeroportos em todo o Brasil

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Infraero conquista Licença Prévia para obras do Aeroporto de Viracopos

A Infraero deu um passo importante para a ampliação do Aeroporto Internacional de Viracopos/Campinas (SP) nesta quinta-feira (27/1). Por unanimidade, o Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema) aprovou o parecer técnico da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), disponibilizando a Licença Ambiental Prévia para o início da ampliação do aeroporto.

Durante a reunião do Consema, o superintendente de Meio Ambiente da Infraero, Mauro Cauville, apresentou os projetos de ampliação de Viracopos e respondeu aos questionamentos feitos pelos membros do Conselho. “Foi um trabalho exaustivo da Infraero, em conjunto com a Prefeitura de Campinas e a própria Cetesb”, afirmou o superintendente após a votação do parecer técnico. Para Jaime Henrique Caldas Parreira, diretor de Engenharia e Meio Ambiente da Infraero, a parceria tornou possível se chegar a um bom termo e, de fato, iniciar os projetos. “Teremos o grande aeroporto da região metropolitana de São Paulo, com uma capacidade extraordinária num horizonte médio e longo”, comemorou Jaime Parreira.

Também acompanharam a reunião no Consema os superintendentes da Regional São Paulo, Willer Larry Furtado, e do Aeroporto de Viracopos, Lilian Ratto Neves.

Histórico

O Plano Diretor de Viracopos prevê obras que transformarão o aeroporto no maior da América do Sul, com capacidade para atender mais de 62 milhões de passageiros, além de 570 mil operações de pousos e decolagens e 720 mil toneladas de cargas ao ano.

Em 2008, a Infraero deu entrada no Estudo e Relatório de Impacto Ambiental junto à Cetesb e, em fevereiro e maio de 2009, realizou audiências públicas nas cidades de Campinas e de Indaiatuba, respectivamente.

Entre maio de 2009 e novembro de 2010, a Infraero estabeleceu entendimentos junto aos órgãos ambientais em relação à viabilidade do empreendimento e às condicionantes de sua implantação, o que culminou em dezembro último com o parecer favorável e agora com a emissão da licença.

O empreendimento

As obras de ampliação e melhorias do Aeroporto Internacional de Viracopos contemplam, na sua primeira fase, a implantação do Terminal de Passageiros, nova pista de pouso e decolagem, expansão dos Terminais de Carga, sistema viário, expansão de pátios de aeronaves e aviação executiva. Nesta fase, estes investimentos somam R$ 823 milhões, com horizonte de conclusão em 2015.

Infraero conclui obras na pista no Aeroporto Internacional de Belém

A Infraero concluiu nesta quinta-feira (27/01) as obras de revitalização do sistema de pista e pátio do Aeroporto Internacional de Belém/Val-de-Cans-Júlio Cezar Ribeiro (PA). A obra envolveu o reforço do pavimento da pista principal de pouso e decolagem, taxiways, do pátio de aeronaves nº 3 e da via de acesso aos hangares das companhias aéreas. A revitalização conferiu mais resistência ao pavimento da pista principal, proporcionando mais segurança. O investimento da Infraero nos trabalhos foi da ordem de R$ 2,5 milhões.

Durante o período das obras, as operações de pouso e decolagem do aeroporto foram realizadas na pista secundária do aeroporto.Antes do início dos trabalhos, a Infraero estabeleceu, em reunião com as companhias aéreas e órgãos de aviação civil, ações para minimizar os impactos operacionais gerados pelas obras. Além disso, como medida de segurança, a Infraero solicitou notificação informando sobre restrições de pousos ou decolagens na pista secundária em caso de chuvas fortes ou moderadas.

A conclusão da obra e as medidas de segurança realizadas demonstram a importância da boa operacionalidade na Rede Infraero, de acordo com o superintendente do Aeroporto de Belém, Samuel Lima Sales. “Com estes esforços, a Infraero reitera seu compromisso com os usuários. Tudo que está sendo feito busca garantir cada vez mais a segurança operacional”, finalizou Lima.

Tam terá Primeira Classe em voos para Buenos Aires e Santiago

A partir da próxima semana, a Tam oferecerá para seus passageiros a opção de Primeira Classe para os voos para Buenos Aires e Santiago. A opção estará disponível nos voos partindo de São Paulo (Guarulhos) e Rio de Janeiro (Galeão).

A Primeira Classe tem quatro assentos que ocupam área exclusiva na aeronave e garantem privacidade ao passageiro. As poltronas reclinam até 180 graus. "A Primeira Classe da Tam foi pensada para proporcionar uma experiência de viagem prazerosa e inesquecível", comenta Manoela Amaro, diretora de Marketing da companhia.

Os passageiros dessa classe têm prioridade no check-in, sala VIP , direito a aluguel gratuito de telefone celular no país de destino com tarifas diferenciadas para suas ligações locais e internacionais e a transfer em carro privativo para ir e voltar do aeroporto ao local de hospedagem (em Santiago e Buenos Aires).

Com Iberia, Fortaleza retoma ligação com Madri

Companhia aérea espanhola representa mais um portão de entrada entre o Ceará e a Europa


No próximo dia 1º de fevereiro, aterrissará no Aeroporto Pinto Martins o primeiro avião da companhia espanhola Iberia Linhas Aéreas del España em solo cearense. A estreia da empresa no mercado local representa a retomada da ligação de Fortaleza com Madri (anteriormente já feita pela Air Madri), além de ser mais um portão de entrada do Ceará para a Europa.

O voo regular terá três frequências semanais com destino a Madri e conexões para diversas outras cidades daquele continente. A estimativa é que, inicialmente, a rota opere com pelo menos 60% de ocupação. A rota será operada com um Airbus A-340/300 (A 343) com capacidade para 254 passageiros. No voo inaugural, previsto para às 16h25, desembarcará um grupo formado por 10 jornalistas espanhóis, 10 operadores espanhóis e 10 operadores de demais países europeus. A convite da Secretaria de Turismo do Ceará (Setur/CE), essas pessoas cumprirão agenda no Estado até o dia 4, onde vão conhecer as potencialidades cearenses e divulgá-las em seus países.

Outros voos

Além do voo da Iberia, há a opção de embarcar para a Europa através de um avião da TAP. A companhia portuguesa opera seis frequências semanais, com destino à Lisboa. Para a Itália, a Air Italy mantém voo às terças- feiras com destino à Roma e dois voos às sextas-feiras, sendo um para Milão e outro para Roma. Para Cabo Verde, a Companhia CATV oferta voo aos domingo, com destino a cidade de Praia. Do Aeroporto Pinto Martins também partem até março os voos charters (fretados) da Air Italy (às quartas-feiras com destino a Milão) e da Tui (às terças- feiras, com destino à Amsterdã).

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Atrasos continuam no aeroporto de Belém

Mesmo sem muita chuva, algumas empresas áreas ainda tiveram problemas com atrasos de voos. Somente na noite de ontem, dois voos da empresa aérea Puma Air estavam com viagens atrasadas com destino para Macapá e Fortaleza. Os atrasos na decolagem chegavam há cerca de duas horas, segundo os passageiros.

“Já estamos aqui há quase três horas esperando pelo voo e a empresa não nos informa de nada. Só ficamos sabendo que estava atrasado porque vimos na tela de informações”, reclamou a professora Ana Carolina Simões. Assim como ela, a estudante Renata Soares, 23 anos, também reclamou da falta de informações. “Estou aqui sem saber se vou conseguir embarcar para Macapá, mas até agora nada”.

Não foi somente a Puma Air que teve problemas. A Suriname Airways, que faz voos para Paramaribo, no Suriname, também estava com atraso de cerca de quatro horas. Segundo informações de passageiros que aguardavam o embarque, a chegada da aeronave já estava sendo adiada desde as 15h de quarta-feira. “Primeiro íamos sair às 15h, depois às 19h e agora somente as 21h. Mas isso é só uma previsão, não é nada certo”, contou a autônoma Kedima Pereira, que já aguardava há mais de seis horas no aeroporto.

MUDANÇA

Segundo o gerente geral da Suriname Airways, Robby Raghoe, a primeira mudança de horário aconteceu por pedido da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) por causa de obras que estavam sendo realizadas na pista principal do aeroporto. Logo em seguida o voo vindo de Paramaribo, teve problemas com a manutenção, o que precisou ser atrasado para as 21h.

Segundo informações da assessoria de comunicação da Infraero, durante todo o dia de ontem não foram registrados atrasos e nem cancelamento de voos. A Infraero também afirma que as obras de manutenção da pista que estavam sendo realizadas desde o último dia 15, deverão encerrar hoje, e a expectativa é de que os problemas dos atrasos sejam reduzidos.

A equipe tentou contato com a assessoria de comunicação da Puma Air nos telefones da empresa mas não conseguiu contato.

UM DIA DE CAOS

Anteontem, o atraso de sete voos e o cancelamento de mais cinco, da Gol Linhas Aéreas, causou vários transtornos e muitas reclamações. A empresa tomou a decisão de suspender os pousos e decolagens em dias de chuvas e solo molhado enquanto a pista principal do aeroporto estiver fechada.

TAP comemora o aumento de 24,1% no fluxo de viagens para Recife


O Recife já aparece entre os 30 principais destinos da TAP que decolam do aeroporto de Lisboa. O fluxo de viagens para a capital pernambucana pela empresa aérea portuguesa cresceu 24,1% em 2010, em relação a 2009 - percentual bastante superior a outras capitais nordestinas para onde companhia opera, como Salvador (11%) e Fortaleza (11,2%). O Recife já é a 23ª principal cidade em volume de passageiros com voos chegando e partindo de Lisboa.

Para o Recife voaram 146.982 passageiros (ida e volta) pela TAP, enquanto para São Paulo e para o Rio de Janeiro foram 274.899 e 260.221 passageiros, respectivamente. A capital da Bahia aparece um pouco à frente do Recife, com 148.254 viajantes para voos operados a partir de Lisboa.

´É ingrato comparar com outros destinos, porque o Rio de Janeiro e São Paulo, por exemplo, que estão presentes nesta lista, têm 15 voos semanais cada um para Lisboa. Em 2010, o Brasil representou 22% da receita geral da TAP; esse percentual erade 15% em 2009`, revelou Luiz Mór, vice-presidente da TAP, durante a Feira Internacional de Turismo (Fitur), em Madri (Espanha), na última semana.

Luiz Mór diz que a nova operação da Iberia para Fortaleza e o Recife, que será iniciada na próxima semana, não muda a estratégia da TAP para o mercado nordestino brasileiro. ´A competição é saudável. Até porque quanto mais voos operarem no Nordeste, mais a região investirá em infraestrutura, melhores hotéis se instalarão. Acredito que a Iberia não canibaliza o meu marketing`, considera.

O vice-presidente da TAP considera que a operação da Iberia terá o desafio de atrair os espanhóis (acostumados a viajarem para o Caribe) a conhecerem o Nordeste - algo que também favorece a TAP. Sobre os preços mais baixos operados pela concorrente, o executivo da aérea portuguesa acredita que são tarifas de lançamento. A Iberia está anunciando a tarifa ida e volta Recife/Madri a partir de US$ 799, até 5 de fevereiro.

Mór explica que a crise econômica internacional continua afetandoo segmento da aviação e por isso a empresa tem buscado novos mercados para operar. ´Estamos apostando no leste europeu, em cidades como Praga (República Tcheca) e Budapeste (Hungria), além de destinos como Viena (Áustria), Atenas (Grécia), Düsseldorf (Alemanha), entre outros. Quanto ao mercado brasileiro, acredito que continuará crescendo este ano. Em 2010, o resultado foi um pouco melhor, cerca de 45% maior, mas este ano também esperamos crescimento`, finalizou Luiz Mór.

Transtornos afastam turistas

Turistas que passaram por Fortaleza nos últimos dias saem insatisfeitos com a chuva, da falta de urbanismo e estrutura da cidade

( Tradicional Feirinha da Beira Mar )

As chuvas que causaram transtornos e prejuízos para fortalezenses durante os últimos dias também incomodaram os turistas que escolheram o litoral cearense como destino de férias.

Os que estavam no Aeroporto Internacional Pinto Martins ontem para se despedir da “Terra da Luz”- em um dia premiado de sol - não estavam muito contentes com a estadia. Para os turistas que aqui passaram, as chuvas expuseram o lado feio da cidade. “Não deu para aproveitar nada, a Beira-Mar e o Meireles estavam parecendo um esgoto a céu aberto, tudo poluído”, reclama o mineiro Amperino Neto, 51.

O funcionário público e alguns amigos que o acompanhavam em 10 dias de viagem, contaram que costumavam viajar pelo Nordeste no período de férias, mas que não pretendiam mais voltar para Fortaleza em viagens futuras. “Em Belo Horizonte chove, mas ainda conseguimos andar a pé na cidade. Aqui fica impossível”, diz.

A paulista Ivanir Alvez, 37, pretendia conhecer a cidade melhor e ficar aqui até depois do carnaval com a filha pequena, mas mudou de planos por causa da chuva e estava no balcão da companhia aérea remarcando a passagem. “Estou indo embora domingo, infelizmente”. Ivanir reclama que teve que esperar em todos os cantos que tentou ir com a filha e da demora para chegar aos lugares. A recepcionista mencionou que desistiu de ir para a praia de Jericoacoara pelas condições das estradas com as chuvas. “Uma amiga que foi me disse que está quase impossível de chegar lá”, comenta.

Lista de espera

Além dos dissabores durante a estadia, alguns sofriam para voltar para casa.

Vera Sousa, 34, perdeu o voo para São Paulo pela TAM e não podia arcar com o valor de uma nova passagem. Assim, ela e mais dois familiares colocaram os nomes em uma lista de espera da companhia que encaixa passageiros em possíveis desistências ou vagas, mas sem garantias.


Com o aeroporto movimentado em período de alta estação, as vagas são pouquíssimas e a família já estava esperando há 24 horas por novos lugares. “Espero embarcar ainda hoje, mas não tenho tanta esperança assim. Vi que nossos nomes estavam na quinta folha da lista”, desanima.

O quê

ENTENDA A NOTÍCIA

A falta de infraestrutura de Fortaleza não afeta só quem mora e convive diariamente com os problemas da cidade. Ela está sendo sentida também por aqueles que vêm passar férias na Capital.

Novas Parcerias


Acabamos de fechar mais duas parcerias.Agora além de nos visitar você tambem pode visitar nossos parceiros.É só acessar um dos links parceiros.Obrigado.

Poa Ao Vivo : http://www.poaaovivo.blogspot.com/

Aviation in Manaus : http://maoaviation.blogspot.com/

GYN Online-Aviação em Goiás : http://www.gynonline.net.br/

Aviação é Aqui : http://aviacaoeaqui.blogspot.com/

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Taxa de embarque pode ter desconto

A redução é uma demanda antiga do setor aéreo. Os preços cobrados agora poderão ser diferenciados

A Anac vai definir a tarifa máxima que cada aeroporto poderá cobrar de passageiros e empresas

Brasília. Os aeroportos poderão conceder descontos nas tarifas cobradas por taxa de embarque, pouso e permanência, que atualmente são fixas. A nova regra foi aprovada ontem pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e deve entrar em vigor ainda neste ano.

A agência passará a definir a tarifa máxima que cada aeroporto poderá cobrar dos passageiros e empresas aéreas dando liberdade, inclusive, para se estabelecer preços diferenciados num mesmo dia e em terminais do mesmo aeroporto.

A redução do valor da taxa de embarque é uma demanda antiga do setor aéreo. Em 2008, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse que queria estimular os voos na América Latina reduzindo os valores para os passageiros. Na ocasião, o ministro Nelson Jobim disse que a taxa de embarque poderia chegar a 0% do valor da passagem aérea na região.

Estatísticas

No mês de dezembro de 2010, os aeroportos brasileiros receberam um total de 13,2 milhões de embarques e desembarques de voos domésticos, 2 milhões a mais do que no mesmo período de 2009.

Mesmo com o crescimento expressivo do movimento de passageiros, o índice de atrasos acima de 30 minutos continuou nos mesmos patamares dos últimos anos, por volta de 20%, assim como o de cancelamentos, cerca de 5%. Já os voos domésticos com decolagem com mais de 1h de atraso foram 7,89% em dezembro.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Passaredo tem tarifas promocionais para Rio de Janeiro, São José do Rio Preto e Araguaína


Até o dia 28 de fevereiro, as cidades de São José do Rio Preto (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Araguaína (TO) participam do programa de Super Tarifa da Passaredo Linhas Aéreas, que oferece valores promocionais nas passagens aéreas destes destinos. Os preços variam de R$ 79 até R$ 189 chegando a oferecer descontos de quase 50% sobre a tarifa normal.
De São José do Rio Preto, por exemplo, os clientes podem voar para o Rio de Janeiro (ou volta) com tarifas a partir de R$ 79. As passagens partindo do aeroporto Santos Dumont – Rio de Janeiro – com destino a Londrina (ou volta) podem ser compradas neste período a partir de R$ 89.
Araguaína, em Tocantins, onde a empresa começou a operar no dia 17 de janeiro, também entra nesta ação promocional, oferecendo voos para Goiânia (GO) (ou volta) com super tarifa a partir de R$189.

Mais uma parceria

Nossa 5ª parceria tambêm é lá do sul.Um blog que atua informando a você leitor sobre os acontecimentos do Aeroporto de Navegantes em Santa Catarina.Seja você tambem um leitor e um seguidor do blog "Nagevantes Airport".


Situação dentro e fora do Aeroporto de Fortaleza está complicada


A chuva mais uma vez invadiu a Cidade de Fortaleza. E como de costume, as precipitações acabam atrapalhando as operações no Aeroporto Internacional Pinto Martins. Segundo dados da Infraero, dos 35 voos desta manha de terça-feira (25), 7 atrasaram, o que representa 20% do total.

Pela manhã, dois voos estão atrasados (5,7%) e dois foram cancelados (5,7%). Mas o problema não é apenas dentro do Aeroporto. Para quem precisa chegar até o local o acesso está complicado.

Tam prevê crescimento de até 18% em 2011


A Tam acaba de divulgar uma análise que estima para 2011 um crescimento de demanda de passageiros no mercado brasileiro de aviação comercial entre 15% e 18%. Os dados da pesquisa indicam que a demanda continuará aquecida, sendo impulsionada por clientes viajando tanto a negócios quanto a lazer.

"Em 2010, constatamos uma mudança no perfil de passageiros, com a migração de viajantes de ônibus para o transporte aéreo, principalmente em viagens acima de 800 quilômetros. Em linha com essa tendência, ainda em 2010 iniciamos nosso projeto de varejo, pois acreditamos que grande parte do crescimento para os próximos anos será proveniente dos brasileiros das classes C e D que voarão pela primeira vez", afirma Líbano Barroso, presidente de Tam Linhas Aéreas.

Com isso, a companhia vai aumentar sua frota em sete aeronaves, sendo duas A330, duas A321 e duas A319. "Vamos também continuar otimizando nossos custos pela utilização saudável de nossas aeronaves no mercado doméstico, crescendo de 10% a 14% em oferta. No mercado internacional vamos crescer 10% com o lançamento de duas novas rotas ou frequências", diz Marco Antonio Bologna, presidente da holding Tam S.A.

No mercado doméstico, a Tam estima que a ocupação ficará numa faixa de 67,5% a 70%, enquanto que no mercado internacional a ocupação média deverá ficar em 83%. Com a diluição dos custos fixos e esforços de redução de custos, a companhia estima em 5% a redução do CASK em 2011, excluindo custos com combustível.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

PRF interdita acesso a viaduto da Avenida Raul Barbosa

Devido a chuva o acesso ao Aeroporto Internacional Pinto Martins deve ser feito somente pelo bairro Montese

A Polícia Rodoviária Federal do Ceará (PRF-CE) informa que o acesso ao viaduto da avenida Raul Barbosa foi fechado emergencialmente para evitar acedentes. O trecho está alagado devido à chuva desta segunda-feira, 24.

Segundo a PRF, quem trafega pela BR-116 no sentido Interior/Capital não poderá acessar à direita a alça do viaduto para avenida Raul Barbosa. Já quem vem pela Raul Barbosa em direção ao Aeroporto Internacional Pinto Martins não poderá subir o viaduto, pois avenida Alberto Craveiro está alagada e sem passagem.

Ainda de acordo com a PRF, o acesso ao aeroporto deve ser feito somente pelo bairro Montese

sábado, 22 de janeiro de 2011

Aeroportos de Guarulhos e Galeão comemoram aniversário

O Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos – Governador André Franco Montoro e o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão – Antonio Carlos Jobim fizeram aniversário nesta quinta-feira (20/01), completando 26 e 34 anos de atividades, respectivamente.

Em Guarulhos e no Galeão, para marcar a comemoração, foi montado um miniestúdio com um painel onde está a imagem de um avião, no qual os usuários podem ser fotografados e deixar seus e-mails para receberem as imagens. Além disso, estão sendo distribuídos aos usuários adesivos alusivos ao aniversário, marcadores de livros e etiquetas de identificação de bagagem personalizadas. No Aeroporto de Guarulhos, a ação comemorativa se estenderá até este sábado, 22/1.

Como parte das comemorações, o Galeão também realizou, no desembarque do Terminal de Passageiros 2, a formatura da 9ª turma do projeto social “Trabalho, Comunicação & Arte”. Na solenidade, 38 jovens receberam seus diplomas de conclusão dos cursos de vídeo, fotografia, criação gráfica e serigrafia e de informática. Os certificados foram entregues pelo superintendente do Galeão, André Luis Marques de Barros, pelo diretor geral da Air BP Brasil, Ricardo Paganini, e pelo diretor-presidente do Centro de Estudos e Ações Solidárias da Maré (CEASM), Antônio Carlos P. Vieira.

Após a entrega dos certificados, a Orquestra Maréimbau, formada por alunos do CEASM, fez uma apresentação musical em homenagem ao aeroporto. O grupo, formado por 10 estudantes de música, foi regido pelo maestro e professor Ricardo Mirapalheta.

Outra ação promovida para celebrar os 34 anos do Galeão foi a entrega de brindes alusivos à data aos usuários, como bonés, cartões e kits com passatempos para crianças.


Melhorias para os usuários nos aeroportos aniversariantes

Guarulhos
A Infraero realizará até 2014 uma série de obras no aeroporto, em um investimento de R$ 1,219 bilhão. Dos trabalhos previstos, a revitalização do sistema de pistas e pátio está em andamento desde junho de 2010. Os trabalhos, com conclusão prevista para 2012, representam um investimento de R$ 427,1 milhões.

A construção do Terminal de Passageiros 3 de Guarulhos está atualmente em fase de projetos e a primeira fase das obras, que envolverá os trabalhos de terraplenagem, será iniciada ainda no começo de 2011. A primeira fase do novo Terminal, um investimento de R$ 716,6 milhões, tem conclusão prevista para o final de 2013, e atenderá à demanda prevista para os próximos anos, incluindo a gerada pelo movimento da Copa do Mundo de 2014. Também estão previstas obras de construção de pista de táxi e de saída rápida, nas quais serão investidos R$ 20 milhões, e a instalação de dois Módulos Operacionais em 2012, que totalizarão, juntos, investimentos de R$ 55,7 milhões.

Galeão
Há cerca de dois anos o Galeão passa por obras que vão ampliar as instalações do aeroporto e modernizá-las, aumentando a capacidade operacional dos Terminais para o atendimento da demanda projetada para os próximos anos, incluindo o movimento gerado pela Copa do Mundo de 2014 e pelas Olimpíadas de 2016.

Atualmente, a Infraero está realizando as obras de finalização do Terminal 2, que compreendem a instalação de equipamentos e a execução dos acabamentos em cerca de 50% do prédio, com previsão de término para agosto de 2012. Também está sendo feita a revitalização e modernização do Terminal 1, onde vários serviços já foram concluídos. É o caso dos três setores de embarque do Terminal 1, entregues entre janeiro e julho de 2010.

Para 2011, está programado o término da substituição de todos os 60 elevadores nos dois Terminais de Passageiros e demais instalações do aeroporto. Também serão concluídas melhorias como a aquisição de cinco esteiras de bagagem no desembarque internacional do Terminal 1. Outros serviços em execução são a adequação do sistema de pistas e pátios para operação do Airbus A380, a reforma do sistema de luzes de aproximação e a reforma do terminal de exportação do Terminal de Logística de Carga do Galeão.

Aeroporto de Campo Grande recebe licença operacional

O Aeroporto Internacional de Campo Grande (MS) recebeu nesta quinta-feira (20/01), na data de seu aniversário de 47 anos, a licença operacional, expedida pelo Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), com validade de quatro anos. Com a certificação, o aeroporto concluiu o processo de licenciamento ambiental previsto pela Política Nacional do Meio Ambiente (Lei nº 6.838/1981).

Além da obtenção da licença, a Infraero realizou, em 2010, uma série de melhorias no aeroporto, totalizando investimentos da ordem de aproximadamente R$ 1,4 milhão. Entre elas, estão a ampliação de 20% da sala de embarque do Terminal de Passageiros; a construção e implantação de cerca patrimonial perimetral; a modernização de equipamentos para as áreas de administração, manutenção e logística de carga; a ampliação e modernização do Sistema Informativo de Voos, interligação do esgoto com a rede pública e fornecimento de água potável do aeroporto.

Aeroporto de Campo Grande

O Aeroporto Internacional de Campo Grande iniciou suas operações em 20/1/1964, sendo sua pista principal de pousos e decolagens inaugurada onze anos antes, em 1953. Devido à localização estratégica de Campo Grande em relação aos países integrantes do Mercosul e aos grandes centros consumidores do Brasil, o aeroporto é de grande importância para o estado de Mato Grosso do Sul e possui duas pistas de pousos e decolagens. A pista principal possui 2.500m de comprimento e 45m de largura, enquanto a pista secundária tem 2.300m de comprimento e 23m de largura.

Infraero recebe área para ampliação do Aeroporto de Porto Alegre

A Infraero recebeu nesta sexta-feira (21/1) da Prefeitura Municipal de Porto Alegre parte da área da Vila Dique, bairro da capital gaúcha, destinada às obras de ampliação da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Internacional Salgado Filho. Ao todo, serão investidos R$122 milhões para as desocupações das áreas e para as obras da pista, que passará dos 2.800 metros para 3.200 metros.

Com a expansão da pista, aeronaves de grande porte - como o boeing 747, MD-11 e DC-10 - poderão decolar do Aeroporto Salgado Filho com peso máximo, de carga e combustível. Além disso, a área desocupada vai permitir a instalação do ILS categoria 2, instrumento de auxílio à navegação aérea que permite o funcionamento do aeroporto com baixa visibilidade. “É um momento histórico para a cidade e para o Salgado Filho, pois estamos atendendo uma exigência para a Copa do Mundo e, ao mesmo tempo, nos colocando entre os principais aeroportos do País” destacou o superintendente da Regional Sul, Carlos Alberto da Silva Souza.

Atualmente, o projeto para ampliação da pista de pouso e decolagem está em fase de atualização do projeto executivo. A previsão é que as obras sejam iniciadas ainda no primeiro semestre de 2011, com conclusão prevista para 2013. Todavia, como forma de adiantar os serviços, a Infraero já finalizou obras de alargamento da pista, que passou de 42 para 45 metros de largura.

O início do processo de desapropriação foi possível depois do convênio firmado, em agosto de 2010, entre a Infraero e o Governo do Estado do Rio Grande do Sul, no valor de R$ 61 milhões. A área entregue nesta sexta-feira representa um terço do total das vilas Dique e Floresta, que serão desocupadas. Até o momento, 434 famílias já foram retiradas da Vila Dique, e a previsão é que até março de 2012 as 1.476 famílias restantes sejam removidas. Em maio, será a vez da desocupação da Vila Nazaré, e, posteriormente, o bairro Floresta.

Maior desenvolvimento econômico para o Estado

Além de atender as exigências para a realização da Copa do Mundo de 2014, a ampliação da pista do Salgado Filho possibilitará um maior desenvolvimento econômico para o Estado do Rio Grande do Sul. Com as melhorias, as empresas gaúchas poderão exportar ou importar, por via aérea, usando a capacidade total do frete.

Anac aplica R$ 2,3 mi em multas

Dos 329 autos de infração abertos pela Agência, 244 foram para as empresas TAM, Webjet e Gol

Os passageiros das seis maiores companhias aéreas do País registraram cerca de 3 mil reclamações junto à Agência Nacional de Aviação Civil, no período de fim de ano

São Paulo A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) divulgou ontem um balanço da operação fim de ano, realizada em 11 aeroportos do país na virada do ano para evitar os problemas mais recorrentes entre passageiros e companhias aéreas.

Ao todo, foram aplicados R$ 2,3 milhões em multas entre os dias 17 de dezembro e 7 de janeiro. As multas foram aplicadas em 329 autos de infração abertos pelas equipes de fiscalização da agência.

Destes, 244 autos foram para as empresas TAM, Webjet e Gol. As companhias Azul, Avianca e Trip não tiveram nenhuma irregularidade comprovada até ontem. As demais infrações foram cometidas por companhias aéreas estrangeiras.

Segundo a Anac, os números ainda poderão aumentar, já que todas as manifestações de passageiros registradas na agência também estão sendo avaliadas e poderão gerar autuações para as companhias aéreas.

No período da operação, a Anac registrou cerca de 3 mil reclamações contra as seis maiores empresas aéreas, o que corresponde a menos de 1% do movimento de passageiros transportados em voos domésticos no mês de dezembro.

Crescimento

Em dezembro de 2010, segundo balanço da Anac, os aeroportos brasileiros registraram 13,2 milhões de embarques e desembarques de voos domésticos, valor 2 milhões acima do registrado no mesmo período de 2009.

Mesmo com o crescimento, o índice de atrasos acima de 30 minutos permaneceu próximo ao dos últimos anos - por volta de 20%. Os cancelamentos também ficaram no mesmo patamar, cerca de 5% do total de voos programados.

Já os voos domésticos com decolagem com mais de 1h de atraso foram 7,89% em dezembro do ano passado.

Outro lado

Em nota, a TAM informa que "cumpriu com todas as medidas acordadas com a Anac para o final do ano" e que disponibilizou "equipes extras de tripulantes técnicos e de cabine, pessoal de check-in, check-out, embarque, comercial, cargas, manutenção, lojas e supervisão nos principais aeroportos do país".

Ainda segundo a companhia, a prioridade "foi assegurar que todos os passageiros chegassem a seus destinos" e que os "atrasos e poucos cancelamentos foram causados principalmente por problemas meteorológicos em algumas cidades, a manutenções não programadas ou a ajustes na malha, assim como a algumas manifestações pontuais de funcionários no período".

A companhia Gol emitiu nota dizendo que "não foi notificada oficialmente" e a Webjet afirmou que "respeita as decisões da Anac e analisará a questão internamente".

Copa Airlines terá voo para Porto Alegre (RS) a partir de junho

A companhia aérea panamenha Copa Airlines anunciou que, a partir de junho de 2011, ampliará o número de voos diários para diversos países, além de inaugurar novas frequências para as cidades de Porto Alegre (Brasil), Toronto (Canadá) e Nassau (Bahamas).

A partir de 15 de junho, a transição do sistema operacional de quatro para seis bancos de voos (grupos de horários de conexões), como são chamados na aviação, permitirá à Copa Airlines oferecer mais e melhores opções de itinerários aos seus passageiros, além de aumentar o aproveitamento da infraestrutura existente no Aeroporto de Tocumén.

Atualmente, o Hub das Américas opera dois bancos de voos durante as manhãs e dois à tarde. A partir de 15 de junho, passa a ter também saídas na primeira hora da manhã e na metade da tarde, período de baixa ocupação no aeroporto. Isso irá melhorar os horários de conexão para diversos destinos a partir da Cidade do Panamá.

"O Hub das Américas continua a ser o centro de conexões mais eficaz e conveniente da região. E o incremento das frequências nos permite otimizar os horários de chegada e saída diárias, para oferecer melhor conectividade e mais opções de voos ao longo do dia - para alguns destinos, haverá até seis possibilidades de conexão", disse o presidente da companhia aérea, Pedro Heilbron.

Além desses novos voos, a Copa Airlines também aumentará as suas frequências para Lima (Peru), Orlando (EUA), Miami (EUA), Bogotá (Colômbia) e Santiago (Chile).

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Puma Air comemora transporte de 100 mil passageiros


Com menos de um ano, após voltar às atividades, a Puma Air Linhas Aéreas, comemorou hoje o embarque do passageiro número 100 mil. A Sra. Jaqueline Cordeiro de Souza foi recepcionada com festa por toda equipe de aeroporto e recebeu um presente após realizar o seu check-in. O feito foi comemorado pelo presidente da empresa, Gleison Gambogi, que ressaltou a conquista da companhia regional que investe na integração do país.
"É bom constatar que a Puma Air está conquistando cada vez mais a preferência dos usuários, que acreditam no modelo de atendimento adotado pela empresa. Desde o início, nossa preocupação é proporcionar maior conforto ao passageiro, que dispõe de mais espaço entre as poltronas e serviço de bordo diferenciado", disse Gambogi.
O presidente aproveitou a oportunidade para anunciar novos destinos da companhia, que hoje opera São Paulo, Belém, Macapá, Fortaleza e realizou dois voos charters para Angola.
"Ainda neste semestre, teremos a ampliação da frota para quatro aeronaves, e começaremos a operar em Recife e Santarém, mantendo o plano de expansão inicial" adianta o presidente.

Mais um parceria

Pessoal nossa proxima parceria vem lá do Sul.A 4ª parceira se trata do Blog do "Aeroporto de Foz do Iguaçu".Um blog informativo que tem o dever de manter você leitor o mais informado possivel.Informações que vão além do próprio aeroporto até as principais noticias do mundo da aviação.Entao pessoal visita lá ta.



Azul aposta em tecnologia e anuncia TV em todos os aviões

Neeleman fundou a JetBlue eleita a melhor companhia
Aérea em Vôos Domésticos nos EUA desde 2001

Aplicar tecnologia na aviação para cumprir seus compromissos de modo simples e com eficiência, garantindo a rentabilidade do negócio e passagens com preços baixos. Este é o lema do sócio-fundador da Azul Linhas Aéreas, David Neeleman, que falou do assunto na última quarta-feira (19) durante a Campus Party, em São Paulo. Ele garante estar antenado em todo o tipo de solução tecnológica que pode aperfeiçoar as ações da empresa: “tecnologia é tudo em nosso core business”.

Falando para um público cujo principal interesse é tecnologia, Neeleman contou sua experiência como comandante de duas companhias aéreas nos Estados Unidos e uma no Canadá. Criado no exterior, aproveitou-se do fato de ter nascido no Brasil para fundar a Azul e cumprir a legislação nacional, que exige esse tipo de ligação com o País. Ele recordou, ainda, que a tecnologia acabou definitivamente com e-ticket de papel. “Quem não viaja há muito tempo nem sabe que esse e-ticket não existe mais”.

Neeleman anunciou que no final de janeiro a frota de aviões da Azul será equipada com monitores de televisão em todas as poltronas. O serviço será grátis e, inicialmente, serão seis canais disponíveis, todos com programação gravada. O plano de expansão da empresa prevê que em junho os equipamentos ofereçam a programação de 24 emissoras em tempo real. “Quem gosta, não vai mais perder a sua novela”, brincou.

Outras inovações tecnológicas estão nos planos de Neeleman para os próximos meses. A principal dela, ressalta, é o envio de mensagens para telefones móveis avisando se o voo do usuário irá atrasar, o que acontece habitualmente no Brasil. Entretanto, ele é reticente com o uso de outras tecnologias no ar. Segundo o fundador da Azul, pesquisas apontam que as pessoas não querem a liberação do uso do telefone celular durante os vôos para evitar um grande falatório dentro dos aviões e o consequente incômodo proporcionado por essa situação.

Empresa aérea pede a Anac para explorar rota entre as capitais do Nordeste e não inclui João Pessoa


A Companhia Aérea Trip solicitou recentemente a Agência Nacional de Aviação Civil – Anac, autorização para explorar uma rota de vôo entre as capitais nordestinas, ampliando a atuação da empresa na região Nordeste. A proposta da Trip é manter vôos regulares numa rota entre as cidades de Aracajú em Sergipe e a cidade e Fortaleza no Ceará, passando pelas cidades de Maceió em Alagoas, Recife em Pernambuco e Natal no Rio Grande do Norte.

Na rota proposta pela Trip a cidade de João Pessoa não existe. De acordo com informações da chefe de Comunicação Social da Anac, Denise Carvalho Chaves, a Agência ainda não deu resposta a solicitação feita pela Trip, mas ela confirmou que na rota apresentada a cidade de João Pessoa ficou fora.

Ela contou que a proposta esta sendo analisada e não a previsão para divulgar o resultado. Denise também revelou que nenhuma outra empresa aérea pediu permissão para operar em João Pessoa nos últimos meses.

Fortaleza nos planos da Air France


A boa notícia é que a capital cearense está também nos planos de outra gigante da aviação europeia. A coluna foi informada que a Air France está se preparando para operar a linha Fortaleza-Paris, também através de um voo triangular, dessa feita com a cidade de Natal, capital do Rio Grande do Norte. O pedido de autorização na nova linha à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) não foi ainda formalizado, mas a fonte garantiu à coluna que o voo (não se sabe ainda com quantas frequências) está no planejamento interno da Air France.

Negócio Fechado!

Acabamos de fechar nossa 3ª parceria.Se trata do blog "Aeroporto Internacional Presidente Castro Pinto" de João Pessoa.Um blog que tem a missão de informar a você leitor todos os acontecimentos do Aeroporto de João Pessoa e informações da aviação paraibana.Então visite já o blog do Aeroporto de João Pessoa e fique por dentro de tudo.



Pinto Martins terá fluxo histórico

Previsão da Infraero é encerrar neste mês com movimento de 550 mil passageiros, 10% acima de janeiro de 2010

(Segundo a infraero, cerca de 18.500 passageiros estão circulando por dia no aeroporto de Fortaleza)

Depois de fechar o ano passado com o recorde histórico de movimentação de mais de cinco milhões de passageiros no Aeroporto Internacional Pinto Martins, a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) confirmou que a expectativa é de que cerca de 550 mil pessoas passem pelo maior aeroporto cearense apenas em janeiro. Um acréscimo de 10% em relação a janeiro de 2010. Conforme a Infraero, a média diária de passageiros circulando pelo aeroporto cearense nesta alta estação está sendo de aproximadamente 18.500 pessoas - principal fator para a projeção de que este mês de janeiro alcance 11% do volume total de passageiros, que embarcaram e desembarcaram em Fortaleza, durante todo o ano anterior, pelo Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Conforme dados da Infraero, em 2010, os voos domésticos foram os que mais apresentaram acréscimo na movimentação, com alta de 21,45%. Foram 4,8 milhões de passageiros ante 3,9 milhões registrados em 2009. Segundo a administradora do aeroporto, esse índice está dentro da média de avanço dos principais aeroportos do País.

Voos internacionais

Na contabilidade dos voos originados do exterior ou com destino internacional partindo da Capital cearense, o avanço foi de 2,5%. A Infraero quantificou 229.474 embarques e desembarques internacionais em 2010, contra 223.899 passageiros no ano imediatamente anterior. O desempenho também é considerado recorde histórico no fluxo internacional de passageiros.

Esta semana, a Empresa Brasileira de Turismo (Embratur) divulgou que a quantidade de desembarques de pessoas (entre turistas e brasileiros que retornaram ao País) subiu 20,9% em 2010 em relação ao ano imediatamente anterior. O total de desembarques internacionais no ano passado foi de 7,8 milhões de passageiros ante 6,5 milhões verificados em 2009.

Infraero realiza melhorias no Aeroporto de Campina Grande

A Infraero já realizou uma série de melhorias no Aeroporto de Campina Grande/Presidente João Suassuna (PB). No total, foram investidos aproximadamente R$ 80 mil em obras que tiveram como objetivo a melhoria da acessibilidade do aeroporto, além da aquisição de novos equipamentos para a área de Auxílio à Navegação Aérea, proporcionando uma maior qualidade ao serviço prestado.

No setor de Auxílio à Navegação Aérea, que disponibiliza informações a pilotos de aeronaves sobre questões meteorológicas e auxilia na elaboração de planos de voos, entre os novos equipamentos adquiridos, estão monitores de LCD, que permitem uma melhor visualização das informações. Na sala AIS, onde os pilotos podem preparar seus planos de voo e definir suas rotas, o Terminal do Piloto ganhou novo layout, conferindo maior conforto ao usuário. As melhorias na Navegação Aérea tiveram investimento de R$ 30 mil. De acordo com Wellington Carvalho Brandão, funcionário da área de Navegação Aérea, foram positivas para usuários e profissionais do setor. “Considero que houve um avanço operacional no trabalho, acarretando um melhor atendimento aos pilotos", destacou Wellington.

Em relação às melhorias na acessibilidade do Aeroporto de Campina Grande, a Infraero reformou toda a área de check-in, que foi adaptada para as pessoas com deficiência, cadeirantes ou com mobilidade reduzida. Também foram construídas rampas de acesso ao Terminal de Passageiros, garantindo uma melhor movimentação de todos os usuários do aeroporto. Essas melhorias tiveram investimento de R$ 50 mil.

De acordo com o superintendente do Aeroporto Presidente João Suassuna, Nilson José da Silva, as obras eram necessárias e de grande importância. “O aeroporto precisa estar preparado para atender a todos os usuários do setor aéreo, sejam passageiros ou pilotos”, destacou Nilson.

Terminal de Carga de Belém registra crescimento em 2010

O Terminal de Logística de Carga (Teca) do Aeroporto Internacional de Belém/Julio Cesar Ribeiro – Val-de-Cans (PA) registrou crescimento na movimentação de carga de 7% em relação ao ano de 2009. No último ano, a movimentação de carga aérea no Terminal foi de cerca de 797 toneladas, dividas em cargas de importação, exportação e carga nacional, contra cerca de 739 toneladas em 2009.

A área de importação processou 216 toneladas, 26,5% da movimentação total. Na exportação, foram movimentadas 571 toneladas, representando 72% da movimentação total de 2010. Na modalidade carga nacional, a movimentação foi de 9 toneladas, 1,5% do total em 2010.

Os principais produtos recebidos na modalidade de importação em 2010 foram peças de reposição, malas postais e diplomáticas, produtos hospitalares, farmacêuticos e sementes de dendê. Já os principais produtos enviados na área de exportação foram peixes ornamentais, peixes frescos, bexigas natatórias de peixe, peças de vestuário e polpas de frutas.

Terminal de Logística de Carga de Belém

O Terminal de Logística de Carga do Aeroporto de Belém entrou em operação em 1974. Atualmente, o Teca está instalado em uma área de 1.040 m², operando 24 horas por dia. O Teca é alfandegado pela Receita Federal, que faz o controle aduaneiro de toda a carga internacional que passa ou é armazenada nas dependências do Terminal.

Para suas operações, o Teca de Belém conta com uma equipe de 11 colaboradores, entre pessoal de apoio administrativo, plantonistas e tarifadores, todos funcionários orgânicos da Infraero, que atendem empresas aéreas, despachantes aduaneiros, empresas importadoras e exportadoras.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Negócio Fechado!

Gente estamos aqui pra anunciar nossa nova parceria.Nosso parceiro é nosso visinho!Se trata do blog "Spotter SBJP - JPA " um blog dinâmico e informativo.Contém notícias sobre aviação a respeito do estado da Paraíba,com ênfase na sua capital João Pessoa.Então gente o recado ta dado.Visite você tambem!



Lufthansa Cargo começa operar em Manaus

A Lufthansa Cargo está expandindo sua área de atuação no Brasil com a operação a partir de Manaus, terceiro maior mercado (aeroporto) importador do Brasil, perdendo apenas para Guarulhos (São Paulo) e Viracopos (Campinas), dois destinos onde a empresa já opera – responsáveis por 80% da operação de carga no país. Está nova operação será ligada duas vezes por semana e incluirá uma parada em Viracopos. Os voos de volta de Manaus, às terças e sábados, farão escalas em Quito e Bogotá, capitais do Equador e Colômbia.

"Estamos pensando nessa operação há cinco anos, mas era difícil casar a malha de importação e exportação", afirmou Cleverton Vighy, gerente Regional Brasil por telefone ao site do MERCADO & EVENTOS, minutos após a coletiva de imprensa realizada em Manaus para jornalistas da região.

Vighy confirmou que a Lufthansa Cargo está presente hoje nos principais mercados de carga do Brasil. A empresa opera em Guarulhos pelo acordo com a Lufthansa, e em Viracopos, Curitiba e agora Manaus. O próximo passo, segundo ele, é consolidar esta rota:

"Nosso objetivo é estar presente em boa parte do país, mas isso tem que ser feito e pensado com calma. Acabamos de lançar esta rota e nosso objetivo é torná-la independente o mais rápido possível, desmembrando esse voo de Viracopos, mas só vamos fazer isso depois que essa rota estiver consolidada", garantiu Vighy.

Hoje o setor de cargas representa para holding Lufthansa cerca de 20% do resultado operacional.

Tap é apontada como a quarta aérea mais segura do mundo


Segundo o ranking anual do Jet Airliner Crash Data Evaluation Center (JACDEC), que analisou a segurança das 60 maiores transportadoras aéreas mundiais, a Tap é a quarta companhia mais segura do mundo. A companhia portuguesa alcançou a pontuação máxima, 30 pontos, na lista liderada pela Qantas (Austrália), seguida da Finnair (Finlândia) e da Air New Zeland.

De acordo com o relatório da JACDEC, a Tap só não subiu ao pódio porque a sua frota tem idade superior a média das companhias europeias, o que se deve, sobretudo, à aquisição da Portugália (companhia aérea local), que conta com modelos mais antigos de aeronaves.

A Cathay Pacific (Hong-Kong), All Nipon Airways (Japão) e Air Berlin (Alemanha), também obtiveram 30 nota máxima, o que significa que não tiveram qualquer acidente nos últimos 30 anos.

Gol comemora dez anos e oferece passagens de volta a R$ 10

A Gol vai lançar hoje (20/01) um grande feirão de passagens para comemorar seus dez anos de operações. Por meio da ação, clientes que adquirirem bilhetes para qualquer trecho doméstico e internacional operado pelas marcas Gol e Varig (exceto voos para o Caribe - Aruba, Barbados, Punta Cana, Curaçao e St. Maarten) terão as tarifas normais na viagem de ida e pagarão somente R$ 10 na passagem de volta.

Os bilhetes estarão disponíveis para compra das 20h de hoje até as 6h da segunda-feira 24 e serão válidos para viagens de ida e volta realizadas entre os dias 1° de fevereiro e 31 de março, com permanência mínima de duas noites no destino. Os clientes que participarem da promoção terão, também, direito ao acúmulo de 30% em milhas nos seus cartões Smiles.

"Nesses dez anos de muito trabalho dedicado, podemos dizer com orgulho que transportamos mais de 160,5 milhões de pessoas, sendo que boa parte delas voaram primeira vez a bordo de uma aeronave da Gol", destaca Claudia Pagnano, vice-presidente de Mercado da companhia. "Com essa promoção, reforçamos nossa missão, que é aproximar pessoas com segurança e inteligência, e o compromisso de popularizar as viagens aéreas no país".

As passagens promocionais e o regulamento completo estarão disponíveis no site da companhia (www.voegol.com.br) e agências de viagem.

Pluna inicia rota Belo Horizonte-Montevidéu em fevereiro

A partir de 21 de fevereiro, a Pluna inaugura sua oitava rota no Brasil que ligará a capital de Minas Gerais, Belo Horizonte, à capital uruguaia de Montevidéu. A nova rota terá quatro frequências semanais (segundas, quartas, sextas-feiras e domingos).

"A região metropolitana de Belo Horizonte se destaca cada vez mais no cenário internacional, principalmente por ser um pólo econômico estratégico. Com a nova rota oferecida pela Pluna, será possível viajar diretamente para os principais destinos da América do Sul", afirma o Diretor de Vendas e Alianças da empresa, Roberto Luiz.

Dessa forma, a Pluna avança em seu plano de consolidação para transformar Montevidéu em hub regional, oferecendo conexões mais eficientes para as cidades de Buenos Aires, Córdoba, Assunção e Santiago com aeronaves CRJ 900 Bombardier.

Nesta quinta-feira (20/01), o vice-presidente comercial da Pluna, Sebastian Hirsch, e o Diretor de Vendas e Alianças da empresa, Roberto Luiz, reúnem-se com o Governador Antonio Anastasia para oficializar a implantação da nova rota.

Atualmente 44% de todas as pessoas que viajam com a Pluna têm como destino ou partida o Brasil, sendo que dos 13 destinos atendidos pela empresa oito são referentes a cidades brasileiras: Porto Alegre, Florianópolis, Foz do Iguaçu, Curitiba, Rio de Janeiro, São Paulo, Campinas e Belo Horizonte (a partir de 21 de fevereiro).

Passageiros da Pantanal podem pontuar no Tam Fidelidade

Os passageiros da Pantanal Linhas Aéreas (www.voepantanal.com.br) já podem pontuar no Tam Fidelidade. Após a descontinuidade do Bônus de Viagem em dezembro de 2010, os clientes que se cadastrarem no programa da Tam passam a acumular pontos Multiplus e podem resgatar bilhetes-prêmio emitidos pela Tam e companhias aéreas membros da Star Alliance em todo o mundo.

Além disso, contam com ainda mais benefícios em função das inúmeras possibilidades de resgate na rede Multiplus Fidelidade. Os clientes Pantanal que desejarem aderir ao Tam Fidelidade, caso ainda não participem do programa, podem acessar o site www.tamfidelidade.com.br e preencher o cadastro. Nele também estão disponíveis todas as regras e condições de utilização do programa.

"Oferecemos a nova e vantajosa opção de pontuar no Tam Fidelidade, que aumenta a liberdade de escolha de nosso consumidor ao dar mais opções para que ele possa usar seus pontos da maneira que julgar mais conveniente", destaca Euzébio Angelotti, diretor executivo da Pantanal.

Para cada voo realizado na Pantanal, em qualquer trecho, o cliente Tam Fidelidade acumula 1.000 pontos Multiplus, com validade de dois anos da data do voo, além da pontuação extra oferecida de acordo com a categoria do cartão do programa.

O programa Bônus oferecia um cupom para cada voo elegível da Pantanal. No período de um ano, o cliente podia trocar 10 cupons acumulados por um novo trecho em voos da companhia. Caso o cliente ainda tenha cupons não utilizados do Bônus de Viagem, dentro da validade de um ano da data do voo, ainda é possível utilizá-los como desconto para resgate de passagens prêmio em voos da Pantanal.

Aqueles que já são clientes do programa Tam Fidelidade - que já distribuiu 13 milhões de bilhetes por meio de resgate de pontos e hoje conta com mais de 8 milhões de associados - também podem resgatar bilhetes-prêmio na Tam para voos Pantanal.

Trip anuncia a aquisição de dez novas aeronaves

A Trip Linhas Aéreas anunciou hoje (20/01) a compra de dez novas aeronaves por meio de um acordo de leasing operacional com a Air Leasing Corporation (ALC) de US$ 307 milhões. São cinco jatos Embraer 190 que serão entregues entre junho deste ano e março de 2012, além de cinco turbotrops ATR 72-600, a serem entregues entre novembro de 2011 e junho do próximo ano.

O contrato com a ALC é de dez anos e, na opinião de José Mário Caprioli, presidente da Trip, representa um marco para a aviação regional em todo mundo. "O significado de ter uma empresa deste porte financiando uma companhia regional é muito grande, pois este tipo de contrato não costumava acontecer para aviões de pequeno porte de aviação regional", disse. "O acesso das companhias regionais a este tipo de leasing sempre foi muito restrito. E quando este player global anuncia dez aviões, se desenha uma nova tendência no mundo, no qual a Trip foi pioneira", completou.

Caprioli também revelou os planos de frota e de crescimento da empresa para os próximos anos, focado principalmente no aumento dos jatos Embraer. Até o final do ano, a companhia contará com 57 aviões e a meta é chegar a 70 até 2012. "Os ATR continuarão sendo o nosso carro chefe, mas neste período vamos aumentar de forma significativa a presença dos jatos, queneste ano começam a ser responsáveis por um terço da nossa receita. Em 2012 teremos cerca de 40% da frota com Embraers, que responderão por 60% da nossa receita", afirmou.

Baseado neste plano de frota, a Trip espera chegar a um faturamento de aproximadamente R$ 2 bilhões em 2012. Caprioli ressaltou que a estimativa é que os números de 2010 cheguem a R$ 748 milhões. "A meta para este ano é de R$ 1,3 bilhão e queremos chegar a R$ 1,9 bilhão em 2012", anunciou. "Temos um desafio forte de crescimento nos próximos anos, mas já demonstramos que temos capacidade de avançar de forma sustentável", garantiu.

Em número de passageiros, a Trip chegou a 1,9 milhões em 2010 e a meta é alcançar 3,2 milhões em 2011 e 7,8 milhões em 2012. Os cerca de 80 destinos atendidos hoje pela companhia devem chegar a 100 nos próximos dois anos, de acordo com o presidente da Trip. "O número de cidades não aumentará muito, pois vamos focar no aumento de voos para destinos que já atendemos. Nós não mediremos esforços para continuar na liderança da aviação regional", destacou.

GDS – Caprioli disse ainda que este crescimento também está sustentado na entrada da companhia nos GDSs. Ele afirmou que em maio todos os sistemas da Trip terão uma nova plataforma, segundo ele mais integrativa e que vai permitir melhorar as alianças. "Os nossos acordos irão subir de patamar fortemente. Com o GDS a distribuição internacional e conectividade com qualquer companhia será muito mais rápido", acredita.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Azul servirá 50 destinos em 2011


A Azul começa 2011 com um plano de expansão que prevê a chegada da companhia em mais de 20 cidades, totalizando aproximadamente 50 destinos até o final do ano. A estratégia da empresa é ligar cidades do interior às principais capitais do País com voos curtos, tarifas acessíveis e com diversas freqüências por dia por meio dos ATR 72-200, que entram para a frota da Azul a partir de 1º de março.

Para dar início a essa ampliação, a Azul antecipou a chegada dos ATR, arrendando turboélices ATR 72-200 enquanto os ATR 72-600 estão sendo produzidos e certificados. A expectativa é receber o primeiro ATR 72-600 ainda no segundo semestre.

“Os ATR são ideais para percorrer distâncias de até 500 km com o melhor custo/benefício existente. Em viagens de até uma hora, os turboélices acrescentam apenas 10 minutos a mais de tempo de voo e consomem quase metade do combustível que um jato necessita para percorrer o mesmo trecho”, explica David.

Entre encomendas firmes e opções, a companhia negociou 40 aeronaves ATR 72-600 por US$ 850 milhões, em contrato anunciada em julho de 2010. A estratégia da empresa é operar conjuntamente seus ATR aos jatos Embraer, de maneira a oferecer ligações convenientes e econômicas a um número maior de comunidades pouco servidas ou simplesmente desprovidas de transporte aéreo regular. A inovação desta ação está na comodidade ao cliente, que com apenas um processo de check-in poderá sair de pólos regionais para grandes capitais nas cinco regiões brasileiras.

Os novos ATR 72-600 da Azul seguirão o mesmo padrão de qualidade e modernidade encontrado nos jatos. Setenta assentos duplos de couro com espaço de 79 cm entre fileiras, medido na altura dos joelhos. As cabines de comando são equipadas com instrumentação totalmente digital. Já o interior, apresentará bagageiros com maior capacidade e significativa redução de ruídos em relação aos modelos hoje operados.

Com o plano de expansão, a Azul espera aumentar sua participação no mercado aéreo brasileiro, hoje na casa dos 7,3%. A companhia encerrou 2010 com 6 milhões de clientes, 26 aeronaves, 28 destinos e 3 mil funcionários. Segundo a Anac, a Azul foi a empresa que mais cresceu no ano passado, fechando o ano com aumento de mais de 103% da demanda por voos em relação a 2009.

São José do Rio Preto e Ribeirão Preto serão as primeiras cidades servidas pelo ATR 72-200 a partir de 1º de março. Até lá, a companhia já terá recebido três turboélices para serem usados na operação. Ambas terão voos diários e diretos para Campinas, onde os clientes poderão se conectar para 29 outros destinos atendidos pela Azul hoje, sem contar ainda com aqueles ligados pelos ônibus da empresa a partir de Viracopos. Com isso, o número sobe para 34.

Ao todo, serão cinco voos por dia, de segunda a sexta, e três aos sábados e domingos. As passagens começam a ser vendidas em fevereiro, com uma tarifa promocional de lançamento ainda a ser definida (Confira abaixo os horários previstos).

“Além das viagens a passeio, a chegada da Azul nesses municípios beneficiará ainda executivos e empresários, pois dará a eles o conforto e a eficiência de fechar negócios em outro local e voltar para suas cidades de origem no mesmo dia. Ao todo, são 11 destinos que permitem essa facilidade. Há ainda a infinidade de conexões que ficarão ao dispor desse cliente em horários-chave: o primeiro voo de Ribeirão para Viracopos, por exemplo, permitirá conexão para mais 15 cidades. Isso é a Azul”, conta Pedro Janot, presidente da companhia.

São José do Rio Preto e Ribeirão Preto foram escolhidas para serem as primeiras cidades do plano de expansão por terem um grande potencial para aviação comercial devido ao rápido crescimento que vêm apresentando nos últimos anos. São José, por exemplo, dobrou de tamanho entre 1991 e 2007, passando de 235 mil para 400 mil habitantes segundo dados do IBGE. São municípios com PIB e renda per capita elevados – em torno de R$ 17 mil São José do Rio Preto e R$ 24 mil Ribeirão Preto (PIB por pessoa) – além de serem grandes pólos de abastecimento para outras cidades da região.

Tam e Lan assinam primeiros acordos para formação da Latam

Lan e Tam dão mais um passo para a formação da Latam

As companhias aéreas Lan e Tam anunciaram hoje a assinatura dos acordos vinculativos entre as duas empresas e seus respectivos acionistas controladores, conforme o memorando de entendimento firmado em 13 de agosto de 2010. Eles incluem contratos contendo os termos e as condições definitivas da combinação dos negócios entre as duas empresas. No entanto, a transação continua sujeita à aprovação pela Agência Nacional de Aviação Civil do Brasil (Anac) e outras entidades governamentais.

Os contratos foram aprovados pelos Conselhos de Administração da Tam e da Lan, em reuniões realizadas ontem (18/01) no Chile e no Brasil. Os Conselhos de Administração das companhias aprovaram os documentos vinculativos e concordaram em recomendar a aprovação da transação aos seus respectivos acionistas.

A expectativa é de que a operação leve entre seis e nove meses para ser finalizada. A união das duas companhias na Latam resultará num grupo que será uma das dez maiores empresas aéreas do mundo, oferecendo serviços de transporte de passageiros e carga para mais de 115 destinos em 23 países, operando uma frota de mais de 280 aeronaves e empregando mais de 40 mil pessoas.

"Temos o prazer de anunciar que Lan e a Tam estão dando um passo novo e muito importante para a construção de um dos grupos líderes da aviação mundial. O anúncio de hoje confirma o compromisso que compartilhamos com nossos amigos da Tam, que é de intensa paixão e determinação de oferecer melhores serviços a milhões de passageiros na América Latina, sempre com a certeza do grande potencial deste mercado", disse Enrique Cueto, CEO da Lan Airlines.

"Como líderes na região, a Tam e a Lan fazem um movimento natural, dentro da tendência mundial de consolidação observada no setor aéreo. Acreditamos que esse é o melhor caminho para assegurar o crescimento das companhias, em um cenário de crescente competição e demanda. Estamos confiantes em que, após a obtenção de todas as aprovações necessárias, poderemos oferecer ainda mais benefícios aos nossos clientes, funcionários e acionistas", completou Marco Antonio Bologna, CEO da Tam S.A.

Consumada a transação, as duas companhias e suas respectivas subsidiárias continuarão as operações aéreas da maneira como são conduzidas atualmente. O presidente do Conselho de Administração da Latam será Mauricio Rolim Amaro. Enrique Cueto permanecerá como CEO da Latam e Ignácio Cueto manterá sua posição atual. A presidente do Conselho de Administração da Tam S.A. continuará a ser Maria Claudia Oliveira Amaro, e Marco Antonio Bologna permanece como diretor Presidente da Tam S.A.




Avianca tem promoção para aniversário do Rio de Janeiro

A Avianca lançou a promoção "Comemore Voando" para celebrar o aniversário do Rio de Janeiro, que acontece no próximo dia 20 de janeiro. A companhia está oferecendo tarifas a partir de R$ 99 para São Paulo (GRU), R$ 149 para Belo Horizonte e R$ 199 para Brasília. A promoção é válida para bilhetes de ida e volta e compras feitas até o dia 20 com embarque entre 18 e 20 de janeiro.

Informações e reservas no site www.avianca.com.br.

Webjet transportará doações para vítimas das chuvas no Rio de Janeiro

A companhia aérea Webjet cederá o espaço de carga de suas aeronaves para o transporte de água, materiais de higiene e limpeza e alimentos não perecíveis para as vítimas das enchentes na região serrana do Estado do Rio de Janeiro doados para a Cruz Vermelha. A Webjet retirará as doações destes materiais nos centros de recebimento da Cruz Vermelha e os levará até os aeroportos de cada cidade. Dali, eles serão transportados para os aeroportos Santos Dumont (RJ) e Galeão (RJ) e, de lá, para o ponto de apoio da instituição no Rio de Janeiro. Já a Cruz Vermelha se responsabilizará por levar toda esta doação para as áreas atingidas.

Para saber o local de doação em cada cidade consulte o site http://www.cruzvermelha.org.br/.