sábado, 28 de agosto de 2010

Vale a pena Ver de Novo


O Vale a Pena ver de novo dessa semana,traz um lindo e charmoso fokker 100 da TAM.Realizando um pouso no Aeroporto de Fortaleza em 2004.Uma raridade não é?

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Azul vai criar frota de aviões cargueiros


A Azul Linhas Aéreas terá três aviões cargueiros operando dentro de 12 meses para reforçar a operação de seu braço de encomendas, a Azul Cargo, que acabou de completar um ano de atuação. Segundo a companhia, ainda não está decidido que modelos de aviões serão utilizados, mas a capacidade de cada um pode variar de 7 a 25 toneladas, de acordo com a demanda do mercado nacional. As novas aeronaves, na verdade antigos aparelhos de passageiros adaptados à operação de carga, vêm para reforçar o segmento que hoje representa 3% do faturamento da Azul. Por enquanto, a atuação da companhia em cargas se limita à utilização dos porões dos aviões de passageiros. Segundo seu presidente, Pedro Janot, a Azul contabilizará 26 aeronaves ao fim de 2010, cinco a mais do que o inicialmente previsto, apurou o repórter Fernando Scheller.

A operação de cargas da empresa hoje atinge 2,2 mil municípios, ou o equivalente a 70% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Até o fim do ano, a meta é chegar a 3,5 mil cidades, com influência numa área que concentra 90% das riquezas geradas no País. Hoje, a Azul Cargo conta com 32 lojas: até o fim do ano, serão pelo menos 50. Para reforçar sua atuação no segmento, a companhia lançou ontem um novo produto, o Azul Cargo 10. O conceito é o mesmo do Sedex 10, dos Correios, em que a entrega é garantida até as 10h do dia seguinte ao do despacho da encomenda. A empresa também oferece aos clientes uma modalidade que garante a entrega da encomenda nas mãos do destinatário até duas horas depois do momento do pouso do avião que transporta o pacote.

Ainda como parte da estratégia de sinergia entre as operações de passageiros e de encomendas, a Azul iniciará a ligação por ônibus do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, com Congonhas, em São Paulo. Serão 11 frequências diárias, a partir de 13 de setembro, com traslado de passageiros e transporte da encomendas da Azul Cargo.

Sobre a possibilidade de os Correios iniciarem uma operação própria de transporte aéreo de cargas, a companhia pondera que essa necessidade se desenha porque os parceiros da estatal não vêm conseguindo cumprir prazos, especialmente os relacionados ao serviço Sedex 10. Entretanto, de acordo com Gianfranco Beting, diretor de marca da Azul, essa não seria a melhor alternativa para solucionar o problema. “Nenhum país teve sucesso na criação de uma empresa pública para transporte aéreo de encomendas”, afirmou Beting.

Sobre a fusão entre a brasileira TAM e a chilena LAN, Janot disse que inicialmente vê nas sinergias nos voos internacionais como as mais evidentes para a nova Latam num primeiro momento, embora admita que elas também existam no setor de cargas e de transporte doméstico de passageiros. Segundo ele, seguir os passos da TAM e da LAN não está no radar da Azul. “ A aviação comercial é um mercado competitivo, mas mostramos que existe vida fora dos aeroportos de Guarulhos, Brasília, Congonhas e Galeão”, afirmou Janot. “Estamos dentro do planejamento, nossos investidores estão satisfeitos e têm os bolsos fundos.”

Avança obra do terminal do aeroporto de Aracati (CE)


Segundo o governo do Ceará, 21% da construção do Terminal de Passageiros do Aeroporto de Aracati (município situado a 140 quilômetros de Fortaleza) já foram concluídas. O contrato firmado por meio da Secretaria do Turismo (Setur-CE) possui recursos superiores a R$ 4,4 milhões, vindos do Ministério do Turismo e do Tesouro do Estado.

“A expectativa é dar nova dinâmica ao turismo do litoral leste cearense e apoio aos empreendimentos turísticos instalados e em instalação na região, notadamente nos municípios de Beberibe, Fortim, Icapuí, além de Canoa Quebrada e Aracati”, afirmou o secretário de Turismo do Ceará, Bismarck Maia.

Além da construção do terminal, também foi realizada a ampliação e modernização da pista de pouso do mesmo aeroporto. Nesta obra, foram investidos mais de R$ 13 milhões.

A nova pista passou de 1.200 m de comprimento para os atuais 1.800 m de comprimento por 30 m de largura e com mais 400 m de comprimento de área de escape, totalizando 2.200 m de comprimento. A nova pista estará apta para operar com aeronaves tipo Boeing 737, e o pátio de estacionamento de aeronaves terá 152 m por 90 m.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Aeronave da TAM retorna a Fortaleza após decolar


Três passageiros desistiram de embarcar no voo da TAM JJ3721, Fortaleza - Brasília, ontem a tarde, após retorno forçado da aeronave. Após ter decolado no horário previsto, a aeronave teve que voltar ao Aeroporto Internacional Pinto Martins, chegando ao solo às 14h30, de acordo com a assessoria de imprensa da TAM. Somente quase duas horas depois, a tripulação pôde seguir viagem para Brasília. O mesmo voo seguiria para Congonhas (São Paulo).

Em nota, a assessoria de imprensa da companhia aérea informou que a aeronave precisou passar por uma verificação técnico-operacional. A TAM comunicou também que o equipamento foi inspecionado e seguiu viagem às 16h14, deixando três passageiros que solicitaram desembarque. Embora tenha se negado a responder especificações da aeronave que estava levando os tripulantes na tarde dessa terça-feira, há quanto tempo ela opera, quando foi adquirida, quando aconteceu a última revisão mecânica, a assessoria de imprensa da TAM confirmou o fato que deixou passageiros preocupados.

A informação encontrada em sites de operadoras de passagens é que o voo JJ3721 foi feito na aeronave Airbus A320. Foi neste modelo de avião que ocorreram vários acidentes, entre eles, o do dia 17 de julho de 2007, quando as 187 pessoas que estavam a bordo da aeronave, sendo180 passageiros e sete tripulantes morreram. Esse acidente foi considerado o pior da aviação já registrado no Brasil e na América Latina, além de ter sido considerado o pior do mundo nos últimos cinco anos.

De acordo com o site oficial da TAM, esta aeronave tem capacidade para 174 passageiros e peso máximo de 70 toneladas para decolagem.

Fonte: Diário do Nordeste - Foto: Kid Junior

Aeroportos da Rede Infraero recebem novos veículos para emergência


A Infraero continua a renovar a frota de veículos utilizados em serviços de emergência e salvamento dos Aeroportos da rede. Mais 10 veículos dos 60 adquiridos pela empresa, para utilização pelos profissionais do Corpo de Voluntários de Emergência (CVE) no transporte de equipamentos de apoio a emergências aeronáuticas, foram entregues.

Esta nova leva se soma aos 25 caminhões que já foram entregues aos aeroportos da Rede, totalizando 35 veículos já à disposição dos aeroportos. Entre os aeroportos que receberam novos veículos do começo de agosto para cá, estão o Aeroporto de Campos/Bartolomeu Lysandro (RJ), Aeroporto de Imperatriz/Prefeito Renato Moreira (MA), Aeroporto de Jacarepaguá (RJ), Aeroporto de Macaé (RJ), Aeroporto de Montes Claros/Mário Ribeiro (MG), Aeroporto de Vitória/Eurico de Aguiar Salles (ES), Aeroporto de Teresina/Senador Petrônio Portella (PI) e Aeroporto de Carlos Prates (MG).
As novas caminhonetes substituirão as antigas carretas rebocáveis e agilizarão a chegada dos equipamentos de apoio a locais de acidentes. Os novos veículos são de modelo Ford 4000 4×4, com capacidade para transportar 1.500kg, velocidade de 123km/h e aceleração de 0 a 80km/h em 25 segundos. As caminhonetes são adaptadas para trafegarem em qualquer terreno e têm direção hidráulica, podendo transportar mais dois passageiros e macas, estas divididas em seis prateleiras cada. Elas são equipadas com cabos de alimentação elétricos antichamas, protegidos contra água e intempéries. Adicionalmente, contam com tacógrafos e rádio comunicador, e são capazes de transportar mochilas, suportes para soro, caixas para medicamentos, rolos de lona plástica, talas moldáveis, cobertores, placas de sinalização de madeira para identificação da área de triagem, lonas de prioridades e sacos para despojos.

Para o superintendente de Segurança Aeroportuária (Dosa) da Infraero, Washington Santana da Silva, os veículos trarão maior agilidade ao atendimento de emergências. “O cronograma de entrega está adiantado. Até o final de outubro todos os carros estarão à disposição de nossos aeroportos”, adicionou ele.



Assessoria de Imprensa - Infraero

Puma Air recebe autorização da Anac para voar a Angola

A Puma Air, companhia aérea que opera voos diários entre as cidades de Belém, Macapá e Guarulhos (SP), recebeu autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), para voar para Angola. Os planos da companhia são de iniciar a rota até o final do ano, com quatro voos semanais para Luanda. Operando atualmente com uma aeronave modelo 737-700, da Boeing, com capacidade para 134 passageiros, a empresa pretende adquirir um outro avião para atender a nova rota.

Após deixar de operar em 2008, a companhia foi adquirida por um grupo de investidores e voltou a voar em abril de 2010. O grupo Ipiranga Obras Públicas e Privadas e o executivo Geison Gambogi são donos de 80% do seu capital. Os 20% de capital restante estão nas mãos da companhia Angola Air Service.

Com investimentos iniciais de R$ 100 milhões, a meta da empresa é transportar 1 milhão de passageiros no seu primeiro ano de atividade.

Avião da Passaredo derrapa na pista e deixa dois feridos em Vitória da Conquista (BA)


Um avião Embraer ERJ-145 da Passaredo, com capacidade para 50 pessoas, derrapou duas vezes na pista quando tentava pousar no aeroporto Pedro Otácilio de Figueiredo, em Vitória da Conquista (a 509 km de Salvador, na Bahia) por volta das 14h40 desta quarta-feira, 25. Duas pessoas tiveram escoriações leves e foram socorridas por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

De acordo com as primeiras informações, o trem de pouso do jato da Embraer não abriu, forçando a aterrissagem de barriga. Com o impacto no chão, uma das turbinas chegou a pegar fogo, que foi debelado pelo Corpo de Bombeiros. Por conta do acidente, a pista está interditada.

A aeronave levava 35 passageiros, em sua maioria idosos, e ninguém ficou ferido. Três viaturas do Samu foram enviadas ao local para prestar os primeiros atendimentos. A Polícia Militar também foi acionada.

De acordo com a aposentada Railda Góes, de 66 anos, o susto foi grande, já que as pessoas gritavam que o avião estava pegando fogo. A idosa estava vindo de São Paulo com destino a Vitória da Conquista em companhia de sua filha, Viviane Góes.

A pista do aeroporto ficou interditada por 30 minutos e, em seguida, foi reaberta.

A aeronave da Passaredo é a mesma que faz linha São Paulo / Vitória da Conquista / Salvador / Barreiras / Brasília / São José do Rio Preto.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Tam terá voos extras no feriado de 7 de setembro

A Tam Linhas Aéreas programou frequências extras para atender seus clientes durante o feriado de 7 de setembro. Ao todo, 41 voos vão incrementar a malha doméstica da companhia entre os próximos dias 3 e 8. Além do reforço, a companhia também oferece tarifas promocionais para o período.

A medida visa a suprir a crescente demanda, já que muitos passageiros reservaram suas viagens com antecedência. Os voos foram programados para os dias de maior movimento nas saídas para o feriado - 3 (sexta-feira) e 4 (sábado) - e retorno - dias 7 (terça) e 8 (quarta).

A Tam vai manter diariamente quatro aeronaves de reserva, para eventuais necessidades: uma em Guarulhos e duas em Congonhas, em São Paulo, e uma no Galeão, no Rio de Janeiro. Paralelamente, a companhia terá equipes extras de tripulantes técnicos e de cabine e mobilizará reforço de efetivo para o atendimento aos clientes.

Fonte: Mercados e Eventos

sábado, 21 de agosto de 2010

Gol cancela voos por e-mail e telefone

A medida visa evitar novo caos aéreo.
A Gol está cancelando previamente alguns voos agendados para agosto via e-mail e telefone. As ações têm sido feitas com o aval da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e preveem realocação de voos sem cobrança de taxa, caso haja disponibilidade de assento.

Caso o passageiro não aceite os horários propostos pela companhia aérea, ele poderá ficar com crédito no valor do bilhete ou ser ressarcido integralmente. A medida visa evitar novo caos aéreo e respeitar a lei de carga horária dos tripulantes, que apenas podem trabalhar 85 horas por mês.

Justiça decreta falência da Flex, antiga Varig



Com dívidas estimadas em R$ 7 bilhões, o grupo Varig foi o primeiro do país a pedir a recuperação judicial.


A juíza Márcia Cunha de Carvalho, em exercício na 1ª Vara Empresarial do Rio, decretou a falência da antiga Varig, que atualmente operava com a bandeira Flex, e de duas outras empresas do grupo: Rio Sul Linhas Aéreas e Nordeste Linhas Aéreas. A decisão foi tomada a partir de pedido do próprio administrador e gestor judicial da companhia. Ele informou ao Judiciário fluminense que as empresas - em recuperação judicial há cinco anos - não têm como pagar suas dívidas.

Para não causar a interrupção do tráfego aéreo e a desvalorização dos ativos, a juíza Márcia Cunha determinou que a antiga Varig continue operando, por duas semanas, os serviços de comunicação por meio de estações de rádio que orientam os pilotos nas decolagens e pousos. Depois desse prazo, a atividade, que estava seriamente ameaçada por atrasos nos pagamentos de salários dos operadores, será transferida para a empresa de aviação TRIP.

O Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta II) chegou a ser consultado pela Justiça sobre a possibilidade de assumir a atividade. O órgão, porém, durante reunião realizada no Fórum do Rio, informou que não teria condições de realizar a tarefa, mesmo temporariamente, e que se o serviço fosse paralisado, o tráfego aéreo civil seria interrompido nas áreas afetadas.

"Como a empresa TRIP S/A tem interesse em assumir a prestação do serviço de comunicação, mas necessita de prazo para vencer trâmites internos (...), torna-se imperioso que as requerentes, mesmo após o decreto de falência, dêem continuação à prestação do serviço de comunicação, por duas semanas, até que formalizada a transferência da autorização do Cindacta II", escreveu a juíza na sentença.

O centro de treinamento de aeronautas, que é utilizado também por outras companhias, será mantido em funcionamento até a sua alienação judicial. O objetivo, segundo a juíza Márcia Cunha, é "não causar desvalorização dos ativos nem prejuízos a terceiros e ao público consumidor de transporte aéreo". Um perito já foi nomeado por ela para realizar a avaliação judicial da atividade.

Os demais estabelecimentos da antiga Varig não envolvidos no funcionamento das estações de rádio e do centro de treinamento serão lacrados, no prazo de 48 horas, por oficiais de justiça. A juíza fixou ainda prazo de 15 dias para que os credores que não estejam incluídos no quadro da recuperação judicial apresentem suas habilitações de crédito. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a Bovespa serão comunicadas sobre o decreto de falência.

Em sua sentença, a juíza Márcia Cunha afirmou que, desde que o pedido de recuperação judicial do grupo Varig foi deferido, em 22 de junho de 2005, todos os esforços foram realizados para possibilitar não apenas a superação da grave crise, como também para preservar os interesses públicos. Os alvos eram, especialmente, a manutenção das atividades econômicas e a conseqüente preservação dos empregos.

"Para tal, foram efetuadas alienações de ativos (...), como a transferência de controle das sociedades VarigLog e VEM e alienação judicial da unidade produtiva, com a transferência da marca Varig e de diversas linhas de voo, nacionais e internacionais. Com isso, além da preservação de milhares de postos de trabalho, manteve-se a geração de riquezas produtivas, o que reflete, também, na manutenção de arrecadação de tributos nas três esferas da Federação", destacou.

A juíza atribuiu a "contingências políticas e econômicas", o fato de a antiga Varig não ter conseguido superar a grave crise financeira e patrimonial na qual estava mergulhada há algumas décadas.

Histórias

Com dívidas estimadas em R$ 7 bilhões, o grupo Varig foi o primeiro do país a pedir a recuperação judicial, em 17 de junho de 2005, quatro meses depois da promulgação da nova Lei de Falências. Na ocasião, o TJ do Rio designou uma comissão de juízes para cuidar do processo. Após 13 meses de intensas negociações e procedimentos jurídicos, a parte sem dívidas da companhia e com a marca Varig foi vendida, em 20 de julho de 2006, para sua ex-subsidiária VarigLog pelo preço mínimo de US$ 24 milhões, mais obrigações, como a manutenção do programa de milhagens e passagens emitidas, dentre outras.

Também como parte do pagamento aos credores, a VarigLog emitiu duas debêntures com valor de face de R$ 50 milhões, cada uma, e validade de dez anos. Caso as debêntures fossem pagas à vista, o valor de cada uma delas cairia para R$ 41.481.000,00. No total, a proposta da vencedora do leilão contemplava a promessa de investimentos da ordem de US$ 485 milhões. Em março de 2007, a Nova Varig foi comprada pela Gol, que herdou as obrigações anteriormente firmadas.

A antiga Varig, que passou a se chamar Flex, seguiu em recuperação judicial. A empresa voltou a operar com apenas um avião, fazendo vôos para a própria Gol/Varig, por meio de acordos. Além desse contrato, a empresa completava sua receita com o centro de treinamento de pilotos, uma rádio e o aluguel de imóveis.

A maior esperança de sobrevivência da companhia repousava, porém, na ação que cobra da União cerca de R$ 4 bilhões por perdas com o congelamento de tarifas nos anos 80 e 90. A empresa ganhou a questão no Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas a disputa judicial seguiu para o Supremo Tribunal Federal, onde ainda será julgada.

Fonte: Agência Estado

Falha em disjuntor causa apagão no Aeroporto Salgado Filho

Pelo menos 25 partidas sofreram atraso na manhã desta sexta-feira. Terminal de embarque ficou completamente lotado.


O transporte aéreo sempre foi considerado um dos mais eficientes e seguros. Só que no Brasil, andar de avião vem se tornando um exercício de paciência.

Quem precisava voar na manhã desta sexta-feira, dia 20, de Porto Alegre para qualquer lugar do mundo, sabe bem o que é isso. Falhas em um disjuntor do Aeroporto Salgado Filho deixaram o terminal lotado (foto). Um verdadeiro apagão no setor de check-in interrompeu o embarque de passageiros desde às 4h30min. Pelo menos 25 partidas sofreram atraso até as 10h30min.

Segundo Jorge Herdina, supertintendente da Infraero, “a equipe da Infraero está empenhada em estudar o que ocorreu”. Não há registro de outras falhas deste tipo desde a inauguração do novo prédio, em 2001. O superintendente explicou que há quatro geradores para substituir uma possível falta de energia.

O problema no disjuntor impedia que a máquina do segundo piso funcionasse e, ao mesmo, bloqueava a energia elétrica que vinha da rua. Assim, o sistema de emergência não foi reativado. Entre 4 e 9 horas, ocorreram 18 atrasos de partida e um de chegada, superiores a 30 minutos, mais quatro cancelamentos.

Confira a nota oficial da Infraero sobre o problema:

“Às 4h30min houve uma pane na entrada de alta tensão que alimenta o aeroporto, o que automaticamente acionou os geradores de cada pavimento. Quando a energia voltou a ser fornecida, o disjuntor do segundo pavimento não rearmou, o que ocasionou a falta de luz neste andar, onde são realizados os procedimentos de embarque (check-in, raio-x, despacho de bagagem).”

Vale a pena Ver de Novo



O VALE A PENA VER DE NOVO dessa semana traz para vocês uma reliquia.Temos um Boeing 737-200 da VASP no patio do Aeroporto de Fortaleza em janeiro de 1996.Vale lembrar que nesse tempo o Aeroporto de Fortaleza nem possuia fingers ainda.Lindo!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Fortaleza e Porto Alegre ganhará mais um voo da Tam

A Tam Linhas Aéreas inicia no próximo dia 22 de agosto a operação de dois novos voos diários de São Paulo, um para Porto Alegre e outro para Fortaleza. As duas freqüências serão operadas por aeronaves Airbus A320.

O voo JJ 3288 partirá do aeroporto de Porto Alegre às 11h42 e pousará em Guarulhos às 13h15. No sentido inverso, o voo JJ 3289 sairá de São Paulo às 9h10 e aterrissará na capital gaúcha às 10h57. O voo JJ 3390 partirá de Guarulhos às 14h10 e chegará a Fortaleza às 17h25. O percurso inverso será feito pelo JJ 3391 e tem saída de Fortaleza às 19h30 e pouso em São Paulo previsto para as 23h00.

Fonte: Mercados e Eventos

Gol lidera ranking de vendas no semestre

A Gol é a empresa aérea com o maior crescimento de vendas no primeiro semestre de 2010, na comparação com igual intervalo de 2009, entre as empresas de transporte aéreo regular de capital aberto dos Estados Unidos e da América Latina. A informação foi divulgada hoje pela consultoria Economatica. A companhia registrou aumento de 24,2% nas vendas em dólares no período, totalizando US$ 1,843 bilhão.

O segundo lugar é ocupado pela norte-americana UAL Corp, com crescimento de 22% nas vendas na mesma base de comparação. Em seguida aparecem a Southwest, também dos Estados Unidos, com alta de 16,6%, e a brasileira TAM, com 14,4%. Foram analisadas 11 companhias. A Economática destaca, no entanto, que o bom desempenho das vendas das empresas brasileiras fica ofuscado quando se analisa o lucro do primeiro semestre de 2010. As duas empresas nacionais apresentam prejuízos acumulados.

A Gol linhas Aéreas teve prejuízo de US$ 15,5 milhões no semestre e a TAM, de US$ 117,7 milhões. A Economatica lembra que, em 2009, a TAM era a empresa mais lucrativa entre as estudadas, com resultado positivo de US$ 435,8 milhões, ante os US$ 202,4 milhões da Gol. Nominalmente, a empresa mais lucrativa no primeiro semestre de 2010 foi a US Airways, com US$ 235 milhões e crescimento de 13,8% nas vendas, na comparação com o mesmo período de 2009.

Fonte: Agência Estado

Parte dos voos da TAP vai continuar sem serviço de bordo por falta de acordo com tripulantes

Os tripulantes da TAP rejeitaram o protocolo negociado entre a companhia de aviação nacional e o sindicato, que previa que fosse prestado serviço de bordo com equipas mais reduzidas, desde que não pusesse em causa a segurança da operação.

Isto significa que, em que parte dos voos de médio curso, os passageiros vão continuar a receber as refeições à entrada do avião, pelo menos, até ao final de Agosto.

A proposta foi ontem rejeitada por unanimidade, durante uma assembleia-geral de emergência do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC). Rui Luís, delegado sindical da TAP, avançou ao PÚBLICO que os cerca de 430 tripulantes presentes "votaram por unanimidade contra o protocolo". Decisão que vai ser agora comunicada à transportadora aérea, detida a 100 por cento pelo Estado.

O conflito com os trabalhadores surgiu por causa de um protocolo negociado entre a TAP e o SNPVAC que estabelecia que "nos casos em que a falta de um elemento da tripulação de cabine configure uma tripulação mínima de segurança", fosse "permitida a execução de serviço a bordo", desde que os tripulantes estivessem de acordo, e "prevalecendo sempre a segurança de bordo", refere o documento.

Se os trabalhadores optassem por servir refeições e efectuar as vendas a bordo, mesmo com uma equipa mais reduzida, a contagem do tempo de voo e de trabalho seria "majorada em mais de 100 por cento", acrescenta o protocolo. Foi a solução encontrada pela TAP para fazer face à impossibilidade de substituir trabalhadores que faltassem, por estar a operar com a capacidade máxima.

No entanto, os tripulantes opuseram-se à proposta da companhia de aviação. E, por isso, pelo menos "um a dois voos" vão ser afectados diariamente, nas rotas de médio curso (com duração aproximada de duas horas), até ao final de Agosto, avançou fonte oficial da empresa. Em vez de serviço de bordo, os passageiros vão receber refeições ligeiras à entrada do avião.

Pantanal moderniza sua identidade visual

Mudanças visam à aproximação com a marca TAM e fazem parte da nova fase da companhia, com ampliação da malha e entrada de mais aeronaves.



A Pantanal Linhas Aéreas apresentou no dia 12 de agosto (quinta-feira passada), a atualização de sua logomarca e a nova identidade visual de toda a linha de frente da empresa. Haverá reformulação no design do mobiliário, paredes e fachadas do check-in nos aeroportos, lojas e quiosques de vendas de passagens aéreas, assim como nos uniformes da tripulação e da equipe de atendimento. "A companhia ganhará um visual mais moderno e alinhado com a identidade do grupo TAM", explica Manoela Amaro, diretora de Marketing da TAM. O vermelho e o azul serão as cores dominantes em todo material de comunicação da empresa.

A repaginação dos pontos de atendimento ao público visa, além da aproximação com a TAM, a aumentar a funcionalidade dessas áreas e oferecer maior conforto aos clientes. A inauguração dos novos layouts está prevista para 23 de agosto, quando a Pantanal inicia a operação de sua nova malha em 14 dos seus 17 destinos no Brasil. A loja de Congonhas, entretanto, será repaginada antes e estará pronta no dia 16 de agosto.

"A uniformidade na linguagem das duas empresas contribuirá para a sinergia de todas as nossas ações. Com a chegada da Pantanal, estendemos nossas operações aéreas para novos mercados, estratégicos para o nosso desenvolvimento", afirma Líbano Barroso, presidente da TAM Linhas Aéreas e da Pantanal.

As aeronaves ATR 42, que operarão os voos da nova malha da Pantanal no aeroporto de Guarulhos, serão atualizadas com a nova marca e esquema de cores na pintura externa, além de receberem novas estampas nas poltronas. A previsão é que dois aviões já estejam repaginados no dia 23 de agosto. Os demais ATR 42 receberão a nova pintura ao longo dos próximos meses.

Os dois Airbus A319 e o A320 que atenderão os passageiros nos aeroportos de Congonhas (SP) e de Brasília receberão a pintura da frase "A serviço da Pantanal". Essas três aeronaves foram alugadas para a Pantanal, por um período de seis meses, pela TAM Linhas Aéreas, até que a Pantanal defina a ampliação e renovação de sua frota própria.

Para Manoela Amaro, a motivação da mudança significa mais do que trazer modernidade à marca da Pantanal: "O alinhamento de traços e cores com a logomarca da TAM possibilita a utilização dos mesmos materiais, com simples adaptações às particularidades de cada companhia", explica.

O site da Pantanal (www.voepantanal.com.br) também será atualizado.

Atendimento

No aeroporto de Congonhas, a Pantanal manterá suas três posições de check-in e a loja de passagens. Em Guarulhos, a companhia implantará um quiosque de vendas. O check-in neste último será feito na antiga área de calçada da TAM, do lado de fora do aeroporto.

Os demais aeroportos nos quais a Pantanal já opera também terão suas áreas de atendimento modificadas. Nos novos destinos, a companhia implantará lojas e o check-in será feito nas posições de atendimento da TAM, indicadas por um totem da Pantanal.

Campanha publicitária

A Pantanal criou uma campanha publicitária para divulgar seus novos destinos, a ampliação da oferta de assentos nas rotas já existentes e a entrada de novas aeronaves na frota. O plano de mídia, desenvolvido pela agência Young&Rubicam, inclui peças para rádio na capital e interior de São Paulo, revistas de interesse geral e de turismo (nacionais e regionais), além de jornais do interior de São Paulo, Minas Gerais e Paraná, onde a companhia opera. Há também um plano de mídia online que engloba os principais portais de entretenimento e de informação.

Serviço de bordo

As aeronaves ATR 42, que operarão exclusivamente no aeroporto de Guarulhos, terão os cabeçotes e os materiais do serviço de bordo atualizados com a nova marca da Pantanal. O sanduíche passará a ser fornecido pela LSG Sky Chefs, a mesma empresa de catering da TAM.

O ambiente das aeronaves Airbus a serviço da Pantanal em Congonhas também será modificado: o cabeçote das poltronas e os materiais de bordo utilizarão as mesmas cores da nova logomarca (vermelho e azul). Os sanduíches quentes serão fornecidos pela RA Catering, que já trabalha com a TAM.

A Pantanal Linhas Aéreas, fundada em 1993, atua no serviço de transporte aéreo público regular de passageiros, cargas e mala postal para cidades de média e alta densidades do Brasil. É uma das empresas da holding TAM S/A, controladora da TAM Linhas Aéreas. Sua aquisição foi anunciada em dezembro de 2009 e aprovada em março de 2010 pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil).

Fonte: Portal Fator Brasil

Azul passa a voar de Campinas para Aracaju no dia 1º de outubro


A partir de outubro, Aracaju, capital de Sergipe, passará a ser servida diariamente pela Azul Linhas Aéreas Brasileiras. Serão duas opções de voo todos os dias entre Campinas e Aracaju, com voo sem escalas e outro com escala em Maceió, o que vai garantir a ligação entre as duas capitais nordestinas. Maceió já estava conectada pela Azul com voos sem escalas para Campinas todos os dias.

Para a rota Campinas-Aracaju, os preços variam a partir de R$ 159 por trecho. De Aracaju para Maceió, a passagem aérea custa a partir de R$ 49 por trecho. Os valores são válidos por trecho para o período de 1 a 31 de outubro. As reservas devem ser feitas até 31 de agosto. Com os outros dois destinos anunciados pela Azul Linhas Aéreas Brasileiras para setembro, São Luís (MA) e Teresina (PI), sobe para 24 o número de cidades servidas pela companhia.

Fonte: Mercados e Eventos.

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Pluna quer operar voos diários para Curitiba a partir de outubro

A partir de outubro, a empresa área uruguaia Pluna, que possui cinco voos semanais para a cidade de Curitiba, planeja tornar a operação diária. A expectativa é que o número de passageiros embarcados na capital paranaense aumente em pelo menos 20%. Em junho deste ano, o número de embarques cresceu 60% sobre o mesmo período do ano passado, superior à média de crescimento da empresa no Brasil, de 45%.

Segundo a companhia, a expansão é resultado da localização estratégica da capital paranaense em relação aos países do Mercosul e da tendência de regionalização da aviação comercial em Curitiba, centralizando a partida e a chegada de voos internacionais. Em junho de 2009, as conexões com os aviões Pluna representaram 40% dos embarques a partir de Curitiba e no mesmo período deste ano, 70%.

A Pluna atua na capital há dois anos e, neste período, mais de 40 mil clientes foram transportados.

Fonte: Mercados e Eventos

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Situação do Aeroporto de Fortaleza hoje 16 de agosto



VOOS PROGRAMADOS PARA HOJE 16/08:
66 partidas

VOOS REALIZADOS ATE AS 11HRS DE HOJE: 27 partidas

CANCELADOS ATE AS 11HRS:
01

VOOS INTERNACIONAIS:
04

Obs: Dados retirados do site da infraero (Voos online) sujeito a alterações.Total de voos apenas de partidas.

domingo, 15 de agosto de 2010

TAP cancela voo em Viracopos por problemas mecânicos

200 passageiros foram prejudicados e tiveram que ser transferidos para Guarulhos.

Um voo da companhia Transportes Aéreos Portugueses (TAP) foi cancelado neste domingo (15) no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas. Segundo informações da companhia, a aeronave não pôde decolar por causa de problemas mecânicos. Ao todo, 200 passageiros foram prejudicados.

O voo 04196, com destino a Lisboa, estava previsto para sair na noite deste sábado (14), às 22h38, mas precisou ser transferido após a confirmação de problemas. O piloto detectou falhas no radar meteorológico do avião e adiou a viagem para às 11h52 deste domingo. Os passageiros passaram a noite em um hotel, pago pela companhia aérea.

O problema continuou neste domingo e, após mais duas horas de espera, o voo foi cancelado. Todos que deveriam embarcar foram transferidos de ônibus para o Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, para seguir viagem.

Fonte: EPTV.com

Copa Airlines completa 10 anos no Brasil

Em dez anos voos pularam de três para 33 por semana.

Em dez anos de Brasil, as operações da Copa Airlines não param de crescer. Quando a companhia aterrissou no País, em julho de 2000, eram apenas três voos semanais. Hoje são 33 ligações com frequências saindo de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Manaus.

A evolução do número de voos acompanha a demanda de passageiros. Em 2004, a empresa passou a oferecer frequências diárias, possibilitando voar com rapidez para praticamente toda a América Latina e Estados Unidos. Em janeiro de 2005, a Copa Airlines implantou um segundo horário diário - o voo matutino - para saída e chegada ao Brasil, totalizando 10 frequências por semana, sendo sete vespertinas. Em junho do mesmo ano, a rota passou a ter 14 ligações semanais.

No ano seguinte, mais duas capitais passaram a fazer parte da lista de rotas da Copa Airlines, com o início das operações em Manaus e no Rio de Janeiro. Com as quatro frequências semanais a partir da capital amazonense, tornou-se a primeira empresa aérea a manter voos comerciais internacionais regulares com um avião brasileiro - o Embraer 190AR. Já do Aeroporto Internacional Tom Jobim (RJ) sai diariamente um voo com destino à Cidade do Panamá, com uso dos modernos Boeing 737-700 Next Generation.

"Os voos tiveram boa aceitação desde o princípio, com taxas de ocupação que superavam as expectativas iniciais", declara o gerente geral para o Brasil, Marcos Calixto. "Acreditamos muito no Brasil que é, sem dúvida, um mercado com grande potencial e um dos mais estratégicos para a Copa Airlines. A economia do País demonstra pleno vigor e o fluxo de viagens de brasileiros ao Exterior segue em alta".

Para o executivo os elevados índices de pontualidade e a eficiência e agilidade das conexões no Panamá atraíram os passageiros e permitiram à Copa Airlines consolidar-se como a melhor alternativa para destinos nas Américas. Em agosto de 2009, foi a vez de Belo Horizonte ganhar voos da Copa Airlines. As quatro frequências semanais, com destino à Cidade do Panamá, partem do Aeroporto Tancredo Neves, na capital mineira. Recentemente a companhia panamenha passou a operar o terceiro voo diário saindo de São Paulo totalizando 21 frequências semanais da capital paulista.

Além de incrementar o intercâmbio turístico, as operações da Copa Airlines prestaram sua contribuição à balança comercial. Só entre Brasil e Panamá, o total de exportações e importações saltou de US$ 98,13 milhões para US$ 220,59 milhões em dez anos, com pico de US$ 416,28 milhões em 2008. O índice de crescimento atingiu 124%, contra 93% da década anterior.

Perfil

A Copa Airlines, subsidiária da Copa Holdings, S.A., é uma das principais empresas de aviação comercial na América Latina. A partir de sua estratégica posição no Hub das Américas situado no Panamá, a companhia opera atualmente voos para 45 destinos em 24 países nas Américas do Norte, Central, do Sul e do Caribe. Além disso, disponibiliza aos passageiros voos para outros 120 destinos internacionais por meio de code share com a Continental Airlines e outras companhias. A Copa Airlines e a Continental Airlines mantêm uma aliança estratégica que inclui participação no premiado programa de viajante frequente OnePass®.

Fonte: Portal Fator Brasil

Em duas semanas, Gol teve pane, multa e ameaça de greve


Para a empresa, momento é delicado, mas falhas foram pontuais e não representam uma crise da companhia aérea.

As últimas duas semanas não foram boas para a Gol. A falha no sotware da companhia que organiza a escala dos funcionários provocou atrasos e cancelamentos de voos da Gol por falta de tripulação entre os dias 31 de julho e 3 de agosto. Em poucos dias, imagens semelhantes ao caos aéreo de 2006 e 2007 voltaram a ser vistas nos aeroportos brasileiros: salas lotadas e passageiros revoltados.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que recebeu cerca de 500 reclamações de passageiros em relação à Gol neste período. O resultado foi a aplicação de uma multa estimada em R$ 2,2 milhões contra a companhia, valor que pode ser ainda maior, já que o prazo para as queixas ainda está aberto.

Quatro dias depois de a companhia afirmar, em comunicado, que os atrasos de voos e a multa da Anac devem ter pouco impacto no resultado do terceiro trimestre, a Gol divulgou seu balanço dos três meses anteriores. O resultado apontou para um prejuízo de R$ 52 milhões acumulado entre abril e junho, puxado, principalmente, por um aumento das despesas.

Após divulgar seu balanço pela manhã, a Gol enfrentou mais um problema à tarde. A empresa contrariou os trabalhadores e se recusou a assinar um acordo proposto pelo Ministério do Trabalho no qual se comprometia a pagar uma multa diária de R$ 100 mil se não sanasse supostas irregulariedades na escala da equipe.

Foi a gota d'água para os trabalhadores. Sem uma resposta positiva da empresa para suas reivindicações, eles se reuniram em assembleia na sexta-feira e declararam "estado de greve". Agora, podem interromper as atividades a qualquer momento. A decisão é uma forma de pressionar a empresa a ser mais flexível na próxima reunião com o Ministério do Trabalho, no dia 20.

Os principais pedidos da equipe da Gol são o fim de jornadas de trabalho excessivas e questões salariais. Os funcionáriios querem que a empresa pague o plano de saúde, oferecido pela companhia, mas custeado integralmente pelos empregados. Eles também reivindicam aumento salarial e equiparação da folha de pagamento entre pessoas que ocupam os mesmos cargos dentro da empresa, entre outras questões.

Política de recursos humanos será revisada

A Gol afirmou que respeita a legislação trabalhista e o sistema de escalas da categoria. A companhia disse que não assinou o acordo com o Ministério do Trabalho porque ele definia uma multa não existente na regulação do setor.

A empresa também admitiu que vai reestruturar sua política de recursos humanos e melhorar a escala de trabalho até o fim do ano. As mudanças serão baseadas em pesquisa feita neste ano com 67% dos seus 18 mil funcionários sobre um plano corporativo de melhorias. Iniciativas como a revisão do seguro de vida e a implantação de uma política de ensino de idiomas já foram concluídas, de acordo com a companhia.

Fonte: Marina Gazzoni (iG) - Foto: AE

Avião com comitiva de Senador do AM quase se choca com caminhão


Imagem registra o exato momento que o avião que transportava o senador Alfredo Nascimento era atrapalhado pelo caminhão.

O avião no qual estava o senador Alfredo Nascimento e sua comitiva teve que arremeter para não se chocar com um caminhão que entrou na pista de piçarra onde pousam as pequenas aeronaves que se deslocam para Urucurituba, município a 208 quilômetros a leste de Manaus, no Amazonas. Graças a habilidade do piloto, identificado como Comandante Pascoal, ninguém saiu ferido.

Não existe aeroporto em Urucurituba .A pista improvisada fica ao lado de uma estrada e o caminhão saiu da estrada e entrou na pista, sem perceber que o avião estava atrás. Candidato ao governo do Amazonas, Alfredo Nascimento foi com a comitiva fazer campanha eleitoral no município e no vizinho Boa Vista do Ramos.

Fonte: d24am.com - Foto: Alex Pazuello/Divulgação

sábado, 14 de agosto de 2010

Noar pensando grande

Com pouco tempo de atividade, a nordestina Noar, empresa aérea regional com sede em Caruaru (PE) vai dizendo a que veio. Além de está ampliando a oferta de voos para as capitais como Maceió e Aracaju, a companhia se tornou representante no Brasil, com exclusividade, das aeronaves Piaggio Avanti II, modelo considerado o turboélice mais rápido do mundo. A representação é fruto da parceira com a italiana Piaggio Aero. E com isso, a Pernambuco entra em um mercado muito lucrativo que é o da aviação executiva, dominada por grandes empresas e que no Brasil tem a Embraer como um das maiores fabricantes de aviões dessa categoria do mundo.

Já na aviação comercial, a Noar Linhas Aéreas vai oferecer voos aos sábados e domingos para Maceió e Aracaju, cidades que já eram atendidas pela companhia, com voos de segunda à sexta. Para Maceió, o serviço vai estar disponível a partir do próximo dia 21. E quem deseja viajar para a capital de Sergipe deve esperar mais uma semana. “O Aeroporto Internacional de Aracaju está com obras na infraestrutura, por isso, esse voo adicional nos finais de semana só vai começar a operar, na cidade, no dia 28 de agosto. Mas os voos durante a semana não serão prejudicados”, afirma Fernanda Bittencourt, diretora de marketing da Noar.

Aos sábados, o novo voo sairá do Recife às 9h03, chega a Maceió às 9h50 e aterrissa em Aracaju às 11h05. Aos domingos, o avião sairá do Recife às 14h57, com chegada prevista em Maceió às 15h47 e por fim, pousa em Aracaju às 19h40.

A expectativa e projeções da empresa são de ampliar cada vez mais a lista de municípios atendidos, não apenas as capitais nordestinas como também as cidades de médio porte, a exemplo de Arapiraca, em Alagoas e Garanhuns, em Pernambuco.

Fonte: O jornal

Situação do Aeroporto de Fortaleza hoje 14 de agosto



VOOS PROGRAMADOS PARA HOJE 14/08: 69 Partidas

VOOS REALIZADOS ATE AS 12HRS DE HOJE: 27 voos Partidas

CANCELADOS ATE AS 12HRS: 02

INTERNACIONAIS PREVISTO PARA HOJE: 01

Obs: Números retirados do site da Infraero (Voos Online) Que esta sejueita a mudança.

Situação é tranquila na maioria dos aeroportos




A situação dos voos nos principais aeroportos brasileiros é tranquila na manhã deste sábado, de acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Às 11 horas, 18 voos estavam atrasados na última hora, ou 2,2% do total. Nesse horário, o Aeroporto de Congonhas registrava atrasos de uma hora em cinco voos, e o de Curitiba em três voos. O aeroporto internacional de São Paulo, em Guarulhos, tinha apenas um voo atrasado.

Desde a zero hora deste sábado, dos 831 voos domésticos programados em 48 aeroportos do País, 86 (9,9%) registraram atrasos e 35 (4,2%) foram cancelados. A companhia aérea Gol tinha seis voos atrasados às 11 horas, seguida pela Avianca, com cinco e a Webjet, com quatro. A Gol cancelou 17 voos neste sábado e a Avianca sete viagens.

Das 67 viagens internacionais programadas em dez aeroportos brasileiros desde a zero hora, quatro atrasaram e três foram cancelados. Neste momento, apenas o terminal internacional de Cumbica registra atrasos de uma hora em três voos.

Fonte: Estadão

Congonhas registra fluxo de 900 mil passageiros a mais nos sete primeiros meses do ano



Até julho o aeroporto de Congonhas registrou um fluxo de 7,2 milhões de passageiros, contra 6,3 milhões contabilizados no mesmo período do ano passado. Os números foram divulgados hoje pela Infraero. Mesmo com as restrições de novos voos para Congonhas e o aumento das operações em Viracopos o movimento em Congonhas de passageiros registrou este crescimento significativo mostrando que a demanda está aquecida.

Os números divulgados pela Infraero são os maiores desde o acidente ocorrido com o avião da Tam em 2007. Viracopos também registra um aumento no fluxo de passageiros atingindo a marca de 4 milhões.

Fonte: Mercados e Eventos

Gol apresenta 95% dos voos no horário, segundo Infraero

A Gol informa, através de um comunicado oficial, que suas operações seguem com bons índices de pontualidade e regularidade nesta manhã (13/08).

Segundo boletim divulgado pela Infraero, 95% dos voos 317 programados pela companhia entre meia-noite e meio-dia de hoje decolaram dentro do horário previsto. No momento, há três operações com atraso superior a 15 minutos. Para elas, o tempo de espera tem sido, em média, de 30 minutos.

Fonte: Mercado e Eventos

Vale a pena Ver de Novo


O vale a pena ver de novo dessa semana traz pra voces um verdadeiro espetaculo do mundo da avição.Isso mesmo essa semana nossa homenagem vai para eterna Varig.Nessa foto temos um McDonnell Douglas MD-11, realizando um pouso no Aeroporto de Fortaleza no dia 10 de maio de 2006.

Iberia inicia voo direto para novos destinos no Brasil em 2011

Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza e Recife. Duas dessas cidades receberão três voos semanais diretos da Iberia a partir de Madri no 1º trimestre de 2011. Na próxima semana, executivos da companhia aérea se reunirão para definir quais serão as capitais beneficiadas. A informação é de André Lorenzetti, diretor comercial Brasil. "Em setembro as vendas de passagens já serão iniciadas", garante Lorenzetti. Atualmente, a empresa possui frequências para São Paulo e Rio de Janeiro.Desde já estamos na torcida para que Fortaleza seja uma das cidades escolhidas.

Fonte: Mercado e Eventos

Ceará contabiliza 332 mil turistas em julho


O Secretário do Turismo do Estado do Ceará, Bismarck Maia, ) divulgou nesta quinta-feira (12/08) uma pesquisa sobre o perfil do turista que visitou o Ceará, via Fortaleza.

O estudo mapeou os principais portões de saída (aeroporto e rodoviária) e os pontos turísticos da capital (Beira Mar, Monsenhor Tabosa, Praia do Futuro, Mercado Central, Dragão do Mar, Centro Turismo e Beach Park).

Foram identificados pela pesquisa os motivo da viagem, o meio de hospedagem utilizado, o transporte, o tempo de permanência, a origem do visitante e o seu gasto médio diário. Foi avaliado, ainda, o nível de satisfação do turista relacionado à infraestrutura e aos serviços turísticos do destino Ceará.

Como resultado desta alta estação de julho de 2010, a demanda turística via Fortaleza, com 332.985 turistas, registrou o aumento de 17,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. A demanda hoteleira na capital cearense apresentou crescimento de 13,6%, e a renda gerada neste período (R$ 824,4 milhões) cresceu 6,4%.

O número de pessoas que viajou com a família, apresentou um crescimento significativo em relação ao ano anterior: 47,3% em 2010, contra 41,9% em julho de 2009. Em termos reais, o aumento observado entre os casais com filhos que visitaram o Ceará foi de 12,88% no período analisado.

Com relação à faixa etária, 66,6% dos visitantes estão entre 26 e 50 anos de idade. Um total de 16,2% é de pessoas acima de 51 anos e 17,2% têm idade inferior a 25 anos. Dos turistas entrevistados, 63,3% declararam ter nível superior.

Dos turistas nacionais, o principal mercado emissor foi o Estado de São Paulo, com 24,63% dos visitantes, seguido pelo Rio de Janeiro, 10,95%, Distrito Federal, 7,19% e Pará, com 6,99%. Já no mercado internacional, assim como em 2009, a Itália foi o principal emissor, com 25,2%, seguido de Portugal (16,9%), França (11,9%) e Holanda, com 6,0%.

Sobre a motivação da viagem, o número registado de turistas que veio a passeio foi de 54,9%. Já 25,1% veio para visitar parentes e amigos, e 10,8% para negócios/trabalho. Dentre os fatores que influenciaram essa demanda estão os comentários de parentes e amigos (45,3%) e o conhecimento do local (28,7%). A internet, por sua vez, influenciou 9,5% dos entrevistados. As propagandas obtiveram 9,7% do motivo das visitas, sendo que deste número, 53,8% foram observadas em revistas, 25% em folders/folhetos e 11,5% em televisão.

A pesquisa constatou que 56,1% dos entrevistados optaram pelos meios de hospedagem formais (hotéis, pousadas, flats ou albergues). A taxa de ocupação hoteleira registrada no período foi de 78,9%.

Do total de turistas que chegou ao estado, 71,9% utilizou o avião como meio de transporte, e 16,7% utilizou ônibus (regular ou fretado). Já os turistas que utilizaram o carro particular como meio de transporte saltou de 4,9% em 2009 para 11,4% em 2010.

Fonte: Mercado e Eventos.

TAM anuncia fusão com chilena LAN


Acordo criará uma das maiores aéreas do mundo, diz TAM.

Marcas serão mantidas, segundo comunicado enviado à CVM.


"As companhias aéreas do grupo oferecerão operações de passageiro e carga para mais de 115 destinos em 23 países, provendo transporte de carga em toda a América Latina e em boa parte do mundo. O grupo operará uma frota de mais de 220 aeronaves e terá mais de 40 mil funcionários. Em 2009, as empresas somaram mais de US$ 8,5 bilhões de receita, 45 milhões de passageiros transportados e 832.000 toneladas de carga. Latam estará entre os maiores grupos de companhias aéreas do mundo em termos de tamanho, lucratividade e alcance de mercado", afirmou a TAM em comunicado.

Marcas

A nova companhia vai levar o nome de Latam. As duas marcas, no entanto, devem ser mantidas. As sedes das empresas em Santiago e em São Paulo também serão mantidas.

Tamanho

A nova empresa deverá ser a 15ª maior do mundo em receitas, com US$ 9 bilhões registrados em 2009, segundo comunicado. Em número de passageiros, deverá ficar em 10º lugar, com 46 milhões de pessoas transportadas no ano passado.Ações

Pelo acordo, a TAM deverá realizar uma oferta pública para comprar as ações em circulação da companhia, que devem deixar de ser negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Os acionistas da TAM receberão ações de uma empresa holding que, por sua vez, será incorporada pela LAN.

Ao final do processo, a TAM deixará de ter papéis negociados tanto na bolsa brasileira quanto na de Nova York. A LAN, por sua vez, terá seus papéis listados nas bolsas brasileira, chilena e de Nova York. A operação depende da adesão de acionistas que representem, no mínimo, 95% do capital total da TAM.

Controle


A operação prevê ainda que os acionistas controladores da LAN manterão o controle da empresa chilena, enquanto os controladores da TAM manterão o controle da brasileira, mantendo 80% do capital votante da companhia, além de uma participação na LAN.Aprovações

A conclusão do negócio depende da aprovação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e dos órgãos brasileiros de defesa da concorrência, segundo comunicado da TAM.

Até as 18h05 desta sexta-feira, a Anac disse que não havia sido comunicada oficialmente sobre a operação. A agência deverá se pronunciar sobre o assunto após ser notificada o que, provavelmente, não ocorrerá nesta sexta, conforme afirmou a Anac.

Passageiros

Segundo a TAM, os passageiros devem se beneficiar com maior número de voos, destinos e conexões. "A união das empresas permitiria voos numa mesma companhia não importa o destino. Membros do programa de fidelidade poderiam acumular e resgatar milhas em número muito maior de voos e de parceiros", diz a TAM.

Programas de fidelidade

Os programas de fidelidade das companhias – Fidelidade e LANPASS serão unificados. Ao final de 2009, os programas das duas companhias tinham, combinados, cerca de 11 milhões de associados.

Benefícios para as empresas

De acordo com a TAM, a união das companhias deve gerar sinergias (economias) anuais de cerca de US$ 400 milhões. Grande parte desse valor deve vir do alinhamento das malhas de passageiros, crescimento da malha de transporte de carga (no Brasil e internacionalmente), e redução de custo.

"A organização espera implementar aproximadamente um terço de todas as sinergias em um ano a partir da conclusão da transação e terminar de implementar todas as sinergias ao final do terceiro ano", diz a TAM.

Administração

A administração da nova empresa deverá ser realizada de forma compartilhada pelos acionistas controladores. Mauricio Rolim Amaro, atual vice-presidente do Conselho de Administracao da TAM, será o presidente do Conselho de Administracao da Latam. Enrique Cueto, atual vice-presidente da LAN, sera o CEO/vice presidente executivo da Latam.

As duas empresas deverão manter as atuais estruturas de administração: Maria Claudia Amaro continuará no cargo de presidente do Conselho de Administracao da TAM; Marco Bologna permanecera no cargo de diretor-presidente da TAM e Libano Miranda Barroso seguirá como diretor presidente da Tam Linhas Aereas S.A. Por sua vez, Ignacio Cueto seguira como gerente geral da Lan.

Palavra das empresas

Procurada pelo G1, a chilena LAN, em comunicado, confirmou a operação, afirmando que as duas companhias assinaram um memorando de entendimento não vinculante no qual acordam prosseguir com a intenção de associar suas empresas em uma mesma matriz. Dessa forma, seria criado um novo grupo lationamericano de companhias aereas que ofereceria a seus passageiros e clientes de carga novos serviços na região e entre a América Latina e o resto do mundo.

“A consolidação das nossas forças e malhas complementares trará grandes benefícios para os nossos clientes, funcionários, acionistas e para a América Latina. Juntas, LAN e TAM oferecerão novos destinos para onde nenhuma das companhias poderia voar individualmente. Isto nos posicionará para competir com as companhias aéreas estrangeiras que continuam aumentando suas participações na região, além de nos permitir criar mais empregos em nossos países de origem", afirmou, em nota, Marco Bologna, CEO da TAM.

O que dizem os analistas

Para o analista Felipe Queiroz, da Austin, a fusão reflete uma tendência global do mercado de aviação, que têm unido empresas para juntar forças e recuperar as perdas registradas na crise financeira, como fizeram em maio a United e a Continental Airlines.

Na avaliação de Queiroz, a TAM deve buscar crescimento internacional com o negócio, mas também vê aspectos positivos para o consumidor brasileiro no longo prazo, já que a companhia .ganha mais fôlego financeiro para atender à demanda crescente do mercado de aviação local.

“O mercado brasileiro está começando a ficar mais competitivo, de olho nos novos clientes da classe C, e D. Estratégias como a venda de passagens em grandes varejistas são importantes para conquistar esse nicho, que se tornou essencial. Esse negócio vai ajudar nesse sentido”.

Para os próximos anos, a expectativa para o setor é de crescimento devido, entre outros fatores, aos eventos que ocorrerão no país, principalmente, Copa do Mundo e Olimpíadas.

Cabe ressaltar que, como a perspectiva é que o volume de passageiros do setor aéreo
aumente nos próximos anos, o volume de investimentos deve aumentar concomitantemente, avalia Queiroz.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Gol terá novos voos para Aruba e República Dominicana

A Varig, que opera os trechos internacionais mais longos da Gol, vai aumentar, a partir de 31 de agosto, a oferta de voos regulares para Oranjestad (Aruba) e Punta Cana (República Dominicana), hoje já atendidos via Caracas (Venezuela).

"Os resultados de nossos voos para o Caribe estão em linha com as expectativas da companhia", afirmou Claudia Pagnano, vice-presidente de Mercado da Gol. "A demanda de turistas brasileiros e sul-americanos que viajam para Aruba e Punta Cana tem sido grande e a resposta ao nosso produto, muito positiva".

As operações adicionais vão conferir ainda mais flexibilidade a quem viaja para os destinos. Com as novas opções, os clientes podem sair do Brasil para Aruba às quintas e domingos, ou, se seu destino for Punta Cana, às terças e sábados. Os voos Varig partem do Rio de Janeiro (Tom Jobim/Galeão) e São Paulo (Guarulhos) e são operados por aeronaves Boeing 737-800 Next Generation configuradas com duas classes.

Fonte: Mercado e eventos

Pneus de avião da Trip estouram durante pouso com 39 a bordo em Salvador


Um avião da empresa Trip, que saiu de Ilhéus, no Sul da Bahia, com 35 passageiros a bordo, mais quatro tripulantes, teve dois pneus estourados durante o pouso no Aeroporto Luís Eduardo Magalhães, em Salvador, na manhã desta quarta-feira. A pista principal do aeródromo ficou interditada por mais de duas horas. Ninguém ficou ferido durante o incidente.

Em comunicado à imprensa, a companhia informou que a ocorrência com a aeronave ATR 72-212A, prefixo PP-PTN, que realizava o voo 5590, se deu às 9h55m, sem maiores conseqüências para as 39 pessoas a bordo. Segundo a nota, todos os passageiros foram assistidos pela empresa e seguirão para o destino em outra aeronave.

Segundo a Trip, a aeronave é original da fábrica e começou a operar voos para a empresa em 2008. A última manutenção foi feita na madrugada desta quarta-feira. As causas estão sendo apuradas.

Fonte: Anderson Hartmann (O Globo/Globo News) / G1 - Foto Reprodução/Globo News

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Aeroporto de Fortaleza promove acessibilidade


O Aeroporto Internacional de Fortaleza/Pinto Martins (CE) reuniu, no período entre 2 e 6/8, cerca de 145 profissionais da comunidade aeroportuária no Curso de Atendimento à pessoa com deficiência ou mobilidade reduzida. Durante o treinamento, funcionários da Infraero, das companhias aéreas, terceirizados e taxistas participaram de exercício simulado. Os participantes se dividiram em grupos e fizeram vários percursos dentro do aeroporto. A cada etapa, eles relatavam as facilidades oferecidas e o que pode ser feito para melhorar a questão da acessibilidade nas instalações.

Segundo Heber Oliveira, superintendente em exercício do Aeroporto de Fortaleza, o treinamento vai além do cumprimento da política de acessibilidade da Infraero. “O curso serviu para desenvolver na comunidade aeroportuária uma consciência mais humana e cidadã, voltada para o atendimento às pessoas com deficiência tanto no aeroporto quanto fora dele”, destacou.

O encerramento do treinamento contou com uma comemoração na praça de alimentação do aeroporto, embalada pelo som do forró pé-de-serra da Banda Pisada Forrozeira, composta por pessoas com deficiência visual. Esta foi a segunda edição do curso em atendimento a necessidades especiais realizado pela Infraero no Ceará. O primeiro aconteceu em 2008. Até a Copa de 2014, a previsão é de que a Infraero realize um treinamento por ano.

Fonte:Infraero

Tam terá voos São Paulo-Ilhéus nos finais de semana até o final do ano


A Tam anunciou o início de duas novas frequências semanais entre São Paulo e Ilhéus, na Bahia, que serão realizadas até 31 de outubro, aos sábados e domingos. Os voos fazem a ligação direta entre as duas cidades e são operados com aeronaves Airbus A319, com capacidade para 144 passageiros.

O JJ 3696 sai do aeroporto de Congonhas, na capital paulista, aos sábados, às 14h, e segue diretamente para o aeroporto de Ilhéus, aonde chega às 16h (horário local). Na volta, o JJ 3697 parte às 16h50 da cidade baiana e pousa em Congonhas às 18h56. Aos domingos, o JJ 3730 decola de Guarulhos (SP) às 6h (horário local) e aterrissa em Ilhéus às 8h. O voo de retorno, JJ 3731, por sua vez, sai às 8h30 e pousa em Guarulhos às 10h25.

A tarifa custa a partir de R$ 518, para bilhetes de ida e volta adquiridos com pelo menos 30 dias de antecedência à data da viagem, sujeitos à disponibilidade de assentos.

Aeroporto de Fortaleza registra novo recorde de cargas


O Terminal de Logística de Carga (Teca) do Aeroporto Internacional de Fortaleza bateu vários recordes de movimentação. Em julho, foram exportadas 562 toneladas de carga. O recorde anterior tinha sido em março de 2006, quando a exportação movimentou 518 toneladas.

No balanço dos primeiros sete meses de 2010, foi registrado aumento de 102% na importação, com 754 toneladas, comparado com o mesmo período de 2009. No segmento de carga nacional, o Teca já ultrapassou todo o movimento de 2009, com 1.180 toneladas.

Considerando as atividades de importação, exportação, carga nacional, o Terminal movimentou 4.059 toneladas, volume 147% superior ao verificado no mesmo período e 11% em todo o ano de 2009.

domingo, 8 de agosto de 2010

Tapumes abandonados enfeiam o Santos Dumont


Enquanto nos versos de "Samba do avião" de Tom Jobim os turistas que desembarcam no Galeão são recepcionados por um "Rio de sol, de céu, de mar", nas lamentações de cariocas e de quem se despede da cidade pelo Aeroporto Santos Dumont são pintadas uma imagem bem diferente. Há mais de dois anos, a Infraero montou um canteiro de obras no estacionamento localizado em frente ao portão de embarque e, desde então, abandonou dezenas de tapumes pretos no entorno. A feiura do material contrasta com a modernização da ala e ainda esconde o verde das árvores que dão um colorido bucólico ao estacionamento. Turistas ficam intrigados com obra que nunca acaba.

O superintendente do Iphan, Carlos Fernandes Andrade, explicou que a Infraero tinha anunciado o projeto de duplicação do estacionamento, com a construção de mais um pavimento no subsolo. O Iphan, para permitir a obra, firmou um termo de ajuste de conduta (TAC) com a Infraero, que exigia a demolição de um galpão e de um muro erguidos irregularmente no estacionamento para a liberação da duplicação.

- O TAC foi assinado em janeiro de 2008. A Infraero já tinha montado até o canteiro de obras e instalado os tapumes. O órgão não cumpriu o TAC e ainda abandonou os tapumes - recorda-se Andrade.

Na última terça-feira, o administrador Francisco Cortêz levou o colega de profissão e argentino Daniel Lozano para embarcar no Santos Dumont. Os dois seguiriam para São Paulo a trabalho. Ainda no portão de embarque, Cortêz ouviu a alfinetada do argentino:

- Engraçado, na minha terra a gente tem orgulho do verde e valoriza as paisagens. Não fica escondendo com tapumes - implicou o estrangeiro, apontando os tapumes.

O GLOBO procurou a Infraero por dois dias para desvendar o mistério e não obteve explicação sobre os tapumes. A assessoria do órgão limitou-se a enviar um canal para os passageiros reclamarem: o site www.infraero.gov.br (ouvidoria) ou pelo telefone (0800-727-1234).

Fonte: O Globo

sábado, 7 de agosto de 2010

Avianca divulga novos voos e tarifas promocionais

A Avianca está divulgando seus novos voos com saídas do Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro. A empresa aérea aproveita para oferecer passagens a preços promocionais como o trecho Rio-SP a R$ 77, e Rio-Brasília a R$ 79.

Veja abaixo a tabela com os novos voos:

1

Turismo estrangeiro ganha força neste mês


Temporada de visitantes estrangeiros no Estado começa agora. Muitos já possuem imóveis na Capital.

Cerca de 60 mil turistas de fora do País devem aportar no Ceará neste mês, com gasto médio per capita de R$ 208 ao dia .

Em meio ao caos aeroportuário que se instalou nos terminais brasileiros nos últimos dias, está aberta mais uma temporada de férias dos europeus rumo aos destinos de sol e mar do Brasil. Deste mês até meados de outubro, Fortaleza e as praias cearenses devem receber um fluxo de quase 60 mil turistas estrangeiros via Aeroporto Internacional Pinto Martins. Em 2009, no intervalo dos três meses, foram 55 mil pessoas. "Já estamos no processo de crescimento. Neste ano, estamos identificando que está havendo um aumento de 5% no confronto mês a mês em relação a 2009", comemora o secretário de Turismo do Estado, Bismarck Maia, para quem a crise financeira internacional não deverá aterrissar por aqui.

Mais voos

Apenas em agosto, segundo a Infraero, está previsto pousar na Capital cearense 74 voos internacionais, além de outras 74 decolagens para o exterior. A TAP, por exemplo, opera voo diário de Lisboa para Fortaleza, trazendo passageiros de diversos países da Europa para cá.

Mercados emissores

Quanto aos principais mercados emissores internacionais para o Ceará, a Itália garante a primeira posição, com 26,47% dos turistas que aqui chegaram em 2009. Na sequência, aparece Portugal, com 15,93% do total, França com 6,73% e Estados Unidos com 6,55%. A permanência média destas pessoas no Estado é de 10,8 dias e o gasto médio per capita nesse período chega a alcançar R$ 2.256 ou R$ 208 ao dia.

Vale a pena Ver de Novo


O vale a pena ver de novo dessa semana traz pra voces a famosa BRA tranportes Aereos.Na foto acima temos um Boeing 737-300 da empresa..Foto tirada em janeiro de 2005.Atualmente a BRA encontra-se desativada.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Capital entre as 3 com mais voos atrasados


Em Fortaleza, passageiros amargaram longas filas na manhã de ontem e precisam de muita paciência.

Viagens com problemas no horário chegaram a 37% do total de 27 marcados para até 11 horas da manhã.

No segundo dia consecutivo de caos nos aeroportos, ontem, até as 11h, Fortaleza estava entre as três capitais com maior número de atrasos em voos, perdendo apenas para Brasília e Rio de Janeiro. Aqui, dos 27 voos marcados, 10 estavam atrasados (37%). Já em Brasília, dos 66 voos marcados, 13 sofreram atrasos (19,7%) e um foi cancelado (1,5%).

Porém, após a última atualização da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), realizada às 21h, Fortaleza já não figurava mais entre as capitais com maior número de atrasos de voos. Segundo o boletim, das 61 decolagens previstas, 18 estavam atrasadas, ou seja, 29,5%.

No Rio de Janeiro, no Aeroporto do Galeão, do total de 106 voos, 32 atrasaram (30,2%) e seis foram cancelados (5,7%). Já no Santos Dumont, foram 24 atrasos (15%) e 22 cancelamentos (13,8%), entre os 160 voos.

Mais uma vez, a empresa aérea Gol foi a campeã dos atrasos. Em Fortaleza, por exemplo, segundo dados da Infraero, até as 9h de ontem aconteceram 12 atrasos de partida no Aeroporto Internacional Pinto Martins. Oito deles foram de mais de uma hora. Na chegada, houve também 12 atrasos, sendo seis de mais de uma hora. O que mais demorou teve atraso de duas horas e 33 minutos. A Gol realizou, neste mês de julho 50 voos no Aeroporto Internacional Pinto Martins representando um total de 37% dos voos comerciais do local.

Brasil


Em âmbito nacional, dos 2.137 voos domésticos programados, até as 21 horas de ontem, 404 atrasaram mais de meia hora (18,9% do total) e 79 foram cancelados (3,7%). Entre os 739 voos da Gol, 279 sofreram atrasos (37,8%) e 53 foram cancelados (7,2%). Dos 158 voos internacionais previstos no mesmo período, 27 atrasaram (17,1%) e três foram cancelados (1,9%). De acordo com a Infraero, os transtornos ocorridos devem-se a problemas em um novo sistema de processamento das escalas dos pilotos e comissários, ocasionando uma consequente falta de tripulantes da Gol.

Insatisfação

Mas quem pensa que só são os passageiros que sofrem com o atraso dos voos da companhia se engana. Clemilton Linhares Arruda, 35, esperava desanimado a chegada de um cliente no saguão do desembarque, em Fortaleza. "O voo está marcado no telão, só que ele não apareceu por aqui ainda. Está atrasado quase uma hora. É chato, pois parado perco dinheiro, porque trabalho com transporte para empresários. O cliente vinha de Guarulhos, no voo 1605 da Gol, e deveria ter chegado às 9h22min. Às 10 horas, ainda não tinha aparecido.

O empresário Rogério Sampaio,35, estava no Aeroporto com o intuito de comprar uma passagem para Porto Alegre, para o fim de semana, mas mudou de ideia e preferiu esperar mais alguns dias. "A situação está difícil. Tem muita fila. Estava aqui na última segunda-feira e tinha gente demais. Acho melhor esperar um pouco", disse.

Mesmo com a Gol informando que o problema dos atrasos nos voos seja ocasionado pelo novo sistema de escala implantado pela companhia, pilotos, co-pilotos e tripulação da Gol ameaçam paralisar atividades no dia 13. Muitos funcionários, no blog "Tripulantes da Gol", afirmam que, se as reivindicações da categoria não forem atendidas, haverá greve. Os funcionários são contra o novo esquema de trabalho feito pela empresa, no início de julho. Eles pedem, além de uma escala menos cansativa, um reajuste de 25% e planos de carreira, saúde e previdência.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou que, no dia 15 de julho, a entidade recebeu apenas uma manifestação de críticas do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA). Nela, o Sindicato citava que havia recebido 520 denúncias trabalhistas, a maioria por descumprimento de escalas de voo. A Anac informou que está analisando os dados. A assessoria de imprensa da Gol informou que desconhece qualquer informação sobre uma possível greve.

Problemas

404 voos domésticos, do total de 2.137 programados, até as 21 horas de ontem, atrasaram mais de meia hora (18,9% do total) e 79 foram cancelados (3,7%)

Fonte: Diario de Nordeste

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Avião da Pantanal faz pouso forçado em Bauru (SP)


A aeronave ATR-42-320, prefixo PT-MFT, da empresa aérea Pantanal, que realizaria o voo 4749 (Marília/Bauru/Congonhas), no Estado de de São Paulo, fez um pouso forçado na manhã de hoje (2) no Aeroporto de Bauru-Arealva (JTC/SJTC), em Bauru.

O avião, que havia partido de Presidente Prudente (SP) com destino a Marília com quatro tripulantes e sem passageiros a bordo, apresentou um problema técnico em um dos trens de pouso e foi desviado por medida de segurança para o aeroporto de Bauru, onde pousou às 8h02 desta manhã.

Durante o procedimento, o trem de pouso recolheu e o nariz da aeronave tocou o solo. Nenhum dos tripulantes se feriu.

A aeronave assumiria o voo 4749 partindo de Marília com escala em Bauru, com destino ao Aeroporto de Congonhas, na capital.

Os passageiros que embarcariam no voo 4749 tiveram que se deslocar por via terrestre para seu destino final.

A companhia informou que está tomando as providências para desimpedir a pista do aeroporto de Bauru-Arealva no menor prazo possível.
A empresa, que foi comprada pela TAM, divulgou nota sobre o acidente:

"A Pantanal informa que a aeronave ATR-42 que assumiria o voo 4749 (Marília/Bauru/Congonhas) apresentou um problema técnico em um dos trens de pouso e alternou para Bauru por medida de segurança. O equipamento tinha partido de Presidente Prudente com destino a Marília com quatro tripulantes - não havia passageiros a bordo.

A aeronave aterrissou às 8h02, seguindo todos os protocolos de segurança. No procedimento, o trem de pouso recolheu e o nariz da aeronave tocou o solo. Ninguém ficou ferido. Os passageiros que embarcariam no voo 4749 foram acomodados via terrestre para seu destino final. A companhia está tomando todas as providências para desimpedir a pista do aeroporto de Bauru-Arealva no menor prazo possível."

Fonte: Blog Notícias sobre Aviação (com informações de O Globo / Estadão / G1) - Foto: Reprodução/TV Tem

Comissária da Gol cai de avião no aeroporto de Maceió

Funcionária da empresa Gol fechava a porta da aeronave quando desequilibrou e caiu.

Uma comissária de bordo da companhia aérea Gol ficou ferida, na madrugada de hoje (2), ao cair de um avião que estava parado na pista de pouso do aeroporto Zumbi dos Palmares. Ao fechar a porta da aeronave, se desequilibrou e caiu.

Segundo a assessoria da companhia aérea, a comissária, que não teve o nome revelado, se preparava para fechar a porta traseira do avião quando desequilibrou e caiu.

Apesar de a queda ser de uma altura considerável, ela teve apenas ferimentos leves e recebeu atendimento médico e passa bem.

O incidente vai ser apurado pela empresa e pela Infraero.

Fontes: Tudonahora / Correio do Povo

Gol cancela quase todos os voos em Congonhas

Excesso de horas trabalhadas pelos tripulantes gera atrasos e cancelamentos desde sexta.

Problemas operacionais da empresa aérea Gol, iniciados na última sexta-feira, 30, causaram o cancelamento de quase todos os voos previstos para chegarem ou partirem do Aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, neste domingo, 1.

Segundo a Coordenação de Voos da companhia, os cancelamentos foram reflexo de uma situação que se desenvolveu desde a sexta-feira, por conta do intenso tráfego aéreo causado pelo fim das férias escolares e pelo excesso de horas trabalhadas pelos tripulantes.

De acordo com a Gol, desde a sexta foi necessário transferir algumas de suas partidas programadas, que já registravam atrasos, para o Aeroporto de Congonhas, que fecha às 23 horas, para o Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na grande São Paulo.

Por conta disso, algumas tripulações atingiram o limite de horas de jornada de trabalho previsto na regulamentação da profissão e foram impossibilitadas de seguir viagem. Segundo a Gol, a jornada diário da tripulação é de até 11 horas, contando da apresentação do funcionário no momento em que chega para trabalhar, até 30 minutos depois com o 'corte dos motores', quando o avião é desligado.

A jornada total mensal para a tripulação é de até 85 horas/mês. Devido ao mês de julho ter 31 dias, um dia a mais que os demais meses, este limite seria ultrapassado, segundo a empresa, e foi necessário o remanejamento da tripulação, com o acionamento de funcionários extras.

A partir deste acionamento de tripulantes extras para fazer os voos, os atrasos foram ficando cada vez maiores, segundo a Gol, que garante que está trabalhando para regularizar os horários das operações afetadas. A previsão da Gol é a de que os voos sejam normalizados na manhã desta segunda-feira, 2.

Relatório da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) mostra que no período das 6h30 até as 20 horas de hoje, 17 voos de chegadas da Gol, de diversas regiões do país, foram canceladas e quatro registravam atrasos de mais de uma hora. Outras 13 partidas também foram canceladas no período.

Segundo a Gol, em todo o país foram registrados 52 cancelamentos e 296 alterações de horários em seus voos, entre partidas e chegadas, ao longo deste domingo.

Fonte: Solange Spigliatti (Central de Notícias/Estadão)

domingo, 1 de agosto de 2010

Falta de tripulantes faz Gol cancelar 12 voos em SP


Passageiros dizem que atraso durou nove horas, mas companhia aérea nega.

Por falta de funcionários, a companhia aérea Gol cancelou 12 voos domésticos que iriam decolar do aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, da noite de sexta-feira (30) até a manhã deste sábado (31). O problema foi informado pela empresa. Com isso, centenas de passageiros aguardaram no saguão do aeroporto para conseguir embarcar.

De acordo com a assessoria de imprensa da companhia, todos os passageiros foram atendidos dentro do estabelecido na portaria 141 da Anac (Agência Nacional e Aviação Civil). Segundo a empresa, o remanejamento em outros voos “teve atraso de no máximo 2 horas e 30 minutos”.

Segundo Eder Chiodetto, que estava com passagem marcada para Salvador (BA) às 6h e só conseguiu decolar por volta das 8h, cerca de 300 pessoas aguardavam na sala de espera do aeroporto por uma solução.

Fonte: Camila de Oliveira (R7) - Foto: leitor Eder Chiodetto